Muito obrigado, João de Deus!, por Luciano Hortencio

Nós, cearenses, no dia nove de julho de 1980, tivemos a grande honra de receber o Papa João Paulo II em Fortaleza, por ocasião do X Congresso Eucarístico Nacional. Nossa cidade teve a primazia de receber João de Deus em sua primeira viagem ao Brasil e toda a comunidade foi mobilizada para participar, de uma forma ou de outra, de tão inusitado evento.

Todos queriam ver o Papa, independentemente da religião ou credo seguido. Ninguém queria ficar de fora.  João Paulo II, aos que não puderam ir vê-lo no Estádio Plácido Castelo – Castelão, deu a oportunidade de visualizá-lo através do veículo denominado Papa-Móvel.

Por ocasião da abertura do X Congresso Eucarístico Nacional, com Missa Solene, todos os corais de Fortaleza se juntaram para cantar na cerimônia religiosa, todos entusiasmados e imbuídos na vontade de fazer o melhor para o carismático João Paulo II. Integrei o grande coral com os demais componentes do Coral de Câmara do Ceará.

Tendo em vista que o número de coralistas era muito grande e o espaço para o Coro relativamente exíguo, houve um ruge ruge por parte de alguns, lutando para ficar mais ao centro, para melhor ser visto e filmado. Como sempre tive o costume de cantar nas pontas, por preferência minha e por ser um pouco mais alto, fiquei à espera de que todos se acalmassem e peguei meu lugarzinho no final da fila.

Ora, ora, ora! Não é que João Paulo II ficou posicionado exatamente na ponta em que eu estava? Tive dele visão privilegiada e, o mais importante vem agora. Em determinado momento, fez-se silêncio absoluto no Castelão. Denso! Não se ouvia absolutamente nada! Sem que eu nem soubesse como nem porque, tomei fôlego e gritei o mais forte que pude:

A benção, JOÃO DE DEUS!

Ele olhou na minha direção e, coincidência ou não, fez o sinal da cruz em resposta! Jamais esquecerei esse momento.

Relembrando esse momento, editei OBRIGADO, JOÃO PAULO, composição de Luiz Gonzaga e Pe. Gotardo Lemos, na voz do querido Rei do Baião e compartilho com todos.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora