O livro The Generals, de Thomas Ricks

LIVRO : THE GENERALS – AMERICAN MILITARY COMMAND FROM WORLD WAR II TO TODAY – Thomas Ricks – Penguin Press – 2012 – Comprei nos EUA mas achei hoje na Livraria Cultura em São Paulo – Obra de excepcional nivel de critica à evolução da estrutura de comando do Exercito dos EUA desde a Segunda Guerra até hoje. O autor é um respeitado conhecedor do tema, jornalista de assuntos militares e de politica externa do The Wall Street Journal e The Washington Post, tem tambem uma coluna na revista Foreing Policy. Ricks ganhou o maior premio jornalistico dos EUA, o Pulitzer e é autor de um dos mais vendidos livros de critica à invasão do Iraque de nome FIASCO The American Military Adventure in Iraq, alem de muitos outros livros.

Ricks mostra que a doutrina de comando do Exercito americano foi construida na Segunda Guerra pelo General George Marshall, o indiscutivel lider da força por seu vigor intelectual , capacidade, conhecimento e articulação politica. Marshall era a mais alta autoridade do Exercito como Chefe do Estado Maior, ainda não existia o Pentagono, criado aliás por Marshall depois da Guerra.

Marshall foi capaz de promover um desconhecido Coronel até Setembro de 1941, Dwight Eisenhower a Comandante da invasão da Africa do Norte no ano seguinte, fazendo-o como o mais importante General ao fim da Guerra no teatro europeu. Assim como era capaz de promover, Marshall era capaz de demitir.

Tirou o comando de 600 oficiais durante a Segunda Guerra, afastava da função, dava uma missão de retaguarda mas não humilhava o demitivo, dava-lhe depois uma segunda chance. Muitos na segunda volta tiveram desempenhos brilhantes. Hoje, segundo Ricks, uma perda de comando significa o fim da carreira porque ninguem tem a autoridade de um Marshall para dar uma segunda chance.

A conclusão do longo livro é que hoje o Exercito americano decaiu na mais mediocre burocracia, ninguem é demitido a não ser por falhas pessoais, aventuras amorosas, etc mas tambem ninguem é promovido por brilhantismo como Eisenhower. A burocracia é tão rasteira que um soldado por ter punição mais severa por ter perdido um rifle do que um general por perder uma batalha.

O livro analisa a carreira dos grandes comandantes militares dos ultimos 60 anos, com analises criticas virulentas, como a do Gneral Maxwell Taylor “”arquiteto de derrotas””, desde a Segunda Guerra, passando pela Coreia, Vietnam, Iraq-Kuwait, Irak II, Afanistan.

É um livro sobre bastidores de quem conhece muito a historia e o assunto, imperdivel para quem gosta do tema, uma visão completa do pano de fundo institucional do Exercito dos EUA.

http://www.nytimes.com/2012/12/09/books/review/the-generals-by-thomas-e-ricks.html?_r=0

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome