fbpx
Início Cultura

Cultura

Fernanda, a grande, por Walnice Nogueira Galvão

Ultimamente, à guisa de balanço de uma vida, a atriz nos brindou com dois trabalhos de fôlego. Um deles é Fernanda Montenegro – Itinerário fotobiográfico , uma beleza de edição e de pesquisa, publicado pelo Sesc.

Os olhos castanhos de Clarice Hortencio, por Luciano Hortencio

Clarice tem vontade férrea e conseguiu, com muita garra e luta, a quantia exigida pelo spotify para a publicação de OLHOS CASTANHOS, sua primeira composição

ESTREIA: Bate-Papo com Nassif às 20 horas

A partir deste domingo (10/01), os assinantes da TV GGN podem conversar diretamente com um dos principais jornalistas do país

Volto calmo, recuperando o ódio, por Rui Daher

As duzentas mil mortes? Dane-se, como declarado por Jair, pois destino de todos. Acredito. Ninguém sabia ser assim o planeta, cercados de imbecis que fomos informados que ser a vida desde o nascer.

Minhas aventuras no cinema (IV), por Izaías Almada

O meu desejo de voltar para Portugal era grande e isso se tornou realidade no ano de 1990, quando para lá viajei com a família.

Se o ano 2020 acabou, a porta 2020 também não existe mais, por Sebastião...

Depois de uma semana atroz nos Estados Unidos, com o Trump ultrapassando todos os limites, continuo a distopia brasiliana, esperando que o boquirroto Jair Messias consiga sair do pântano de merda em que está cada dia mais afundado, e não nos afunde junto com ele.

Da possibilidade à realidade. O trabalho poético de gerar novos hábitos

"A arte é um hábito, no sentido aristotélico, um ethos. A poesia imita a natureza, mas para criar o que na natureza não existe. Como tal é um caminho para a liberdade." Hermenegildo Bastos escreve sobre a estética de Lukács

Uma noite com Soledad Barrett, por Urariano Mota

Sobre Soledad Barrett escrevi o livro “Soledad no Recife”, do qual retiro o trecho a seguir, uma recriação da sua memória

Quem dá mais?

Noel Rosa interpreta a música de sua autoria QUEM DÁ MAIS? Resgate de Luciano Hortencio.

O direito à literatura e os meios para a resistência, por Arnaldo Cardoso

Por parecer-nos muito oportuna, destacamos da obra de Candido a tese exposta no texto “Direito à literatura”, de 1988, defendendo que esse direito deve ser integrado ao rol dos direitos humanos.

Morre o cantor Genival Lacerda, o ‘medalhão do forró’

O artista nasceu em 1931, em Campina Grande, na Paraíba e, desde que o forró entrou forte no cenário musical, ele se dizia um ‘medalhão do forró’, por ser o mais velho representante do ritmo.

E Viva a Democracia!

Gilberto Alves canta DEMOCRACIA de Aldo Cabral e Medeiros Neto. Resgate de Luciano Hortencio.

Maria Carolina de Jesus deu voz ao sentimento do absurdo, por Arnaldo Cardoso

A partir da narração de seu dia-a-dia, Carolina de Jesus traçou um painel da vida dos favelados e de sua luta pela sobrevivência, dando voz aos miseráveis que habitam as favelas e vãos de pontes

Fazendeiro do ar, por Romério Rômulo

fazendeiro de fazendas, mistura de pano e rendas, de bois, jumentos e éguas.

Trivial de Silvia Ferrante

A cantora, direto de São João da Boa Vista, abrilhanta o Trivial

Festival de Arte Vale do Paraíba homenageia Pena Branca e Xavantinho

Evento mergulha nas raízes culturais do interior, exaltando a viola caipira como instrumento presente nas manifestações populares tradicionais, compondo a paisagem sonora do Brasil!

Nei Lopes & Guga Stroeter: O samba na ribalta, por Aquiles Rique Reis

Os dois escolheram um primor de repertório, tocado pela Orquestra Projeto Coisa Fina, sob a batuta, e com arranjos porretas, de Dino Barioni.

Minhas aventuras no cinema (III), por Izaías Almada

O salazarismo ainda não havia saído de cena, o que só viria a acontecer em abril do ano seguinte, 1974, com a Revolução dos Cravos

Ciência e poesia em quatro volumes, por Felipe A. P. L. Costa

Decidi então aproveitar a virada de ano para desencadear uma campanha promocional envolvendo os quatro volumes que publiquei em anos anteriores

A falsa dor do pai diante do corpo da esposa morta, por Urariano Mota

Se ele fosse apenas ator, como o filho o acreditava, seria fácil empregar imposturas de  frases para o corpo da mulher debaixo de flores.

Mais comentados

Últimas notícias