Sala de visitas: Pedaladas, o delito de Dilma Rousseff

Nesta edição Nassif entrevista João Villaverde, autor de Perigosas Pedaladas, Rita Lisauskas, jornalista, autora de “Mãe sem Manual” e a dupla Prettos

Nesta edição Nassif entrevista João Villaverde, autor de Perigosas Pedaladas, Rita Lisauskas, jornalista, autora de "Mãe sem Manual" e a dupla Prettos

Jornal GGN – Nesta edição, o Sala de visitas com Luis Nassif abre com a entrevista do jornalista e autor do livro-reportagem Perigosas Pedaladas – Os bastidores da crise que abalou o Brasil e levou ao fim o governo Dilma Rousseff (Geração Editorial, 2016). Villaverde faz uma análise profunda dos fatores que antecederam o golpe político que derrubou a ex-presidente calçado por uma manobra fiscal realizada por todos os governos anteriores ao da petista, mas que na sua gestão ganhou proporções que chamaram a atenção dos seus inimigos políticos dando munição para sua derrocada.

Em segunda, Nassif entrevista a jornalistas e autora do “Mãe sem Manual” (Belas Letras), Rita Lisauskas onde aborda os desafios e delícias de ser mãe, tema da sua coluna no Estadão. “Quando o meu filho nasceu, e as redes sociais começaram, eu escrevia sobre uma maternidade que não era daquela da propaganda de shampoo, não idealizada, era a realidade”. A partir da experiência e do feedback de colegas a jornalista foi incentivada a fazer um blog que ficou cerca de um ano no portal da Trip e depois foi para o Estadão.

“A minha maternidade é muito engajada e eu só fui vendo isso aos poucos, porque os meus textos não são idealizados. A partir do momento que você mostra que ser mãe é muito difícil hoje em dia, acaba puxando outros assuntos do porquê a maternidade é tão difícil. A maternidade é tão difícil porque você vai para o hospital e não tem o parto normal como você tanto sonhava, como se sua gestação não fosse sua e não tivesse suas regras, começa daí”, destaca um dos exemplos da pegada feminista que acabou desenvolvendo ao elaborar nos textos os desafios da maternidade para a mulher desse século.

Por último, Luis Nassif recebe a dupla Prettos, formada pelos irmãos Magno Sousá e Maurílio de Oliveira, cantores, compositores, instrumentistas, atores e produtores. Os jovens ajudaram a fundar a comunidade Samba da Vela e também foram membros do extinto “Quinteto em Branco Preto”. Atualmente, os Prettos seguem com esse novo projeto lançado este ano que é o disco “Essência da Origem”. O trabalho tem recebido boas críticas da mídia especializada e traz influências que vão do samba de roda ao rap, da música latina ao baião, entre outras misturas.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora