Tico Tico no Fubá, interpretado por gregos e troianos

Arquivo Nirez e Luciano Hortencio

O choro TICO TICO NO FUBÁ foi composto em 1917, por Zequinha de Abreu (José Gomes de Abreu), havendo sido lançado  em disco quatorze anos depois, pela Orquestra Colbaz, do Maestro Gaó.

Em 1942 recebeu letra de Eurico Barreiros e foi gravado por Ademilde Fonseca. Murilo Alvarenga também colocou letra no choro, que teve como subtítulo VAMOS DANÇAR, COMADRE. Finalmente vem a letra de Aloysio de Oliveira, com a interpretação de Carmen Miranda, que fez do choro um sucesso internacional, gravado, como diz o título desse post, por gregos e troianos.

O Arquivo Nirez tem, nada mais nada menos, quarenta e uma gravações de TICO TICO NO FUBÁ. Pincei treze gravações e as solicitei ao jornalista pesquisador e colecionado NIREZ, que não me mandou somente as solicitadas, porém também a primeira gravação, com a Orquestra Colbaz, a melhor de todas segundo seu entendimento.

Não a havia solicitado eu por a ter recebido das mãos do amigo Barão do Pandeiro e já a ter publicado no youtube.

Há ainda excelentes registros ao longo do tempo, porém restringi nosso TICO TICO NO FUBÁ às gravações em 78 rpm, bem como não estarem publicadas, ou com pouca divulgação no youtube.

Orquestra Colbaz – TICO-TICO NO FUBÁ – Zequinha de Abreu – Columbia 22.029-B – ano de 1931;

Lee Broyde (Orgão) – TICO TICO NO FUBÁ – Zequinha de Abreu – Victor 34.810-A – outubro de 1941;

Alvarenga e Ranchinho – TICO TICO NO FUBÁ (Vamos dançar comadre) – Zequinha de Abreu – Murilo Alvarenga – Odeon 12.202-A – outubro de 1942

Garoto e Carolina (Violão e piano) – TICO TICO NO FUBÁ – Victor 80-0061-A – março de 1943

Benedito Lacerda (Flauta) & Pixinguinha (Saxofone) – TICO TICO NO FUBÁ – Zequinha de Abreu – RCA Victor 80-0498-A – março de 1947;

Elena Verdugo e Coro – TICO TICO NO FUBÁ (Tico Tico) – Zequinha de Abreu – Aloísio de Oliveira – Erwin Drake – Columbia MC.3339;

Jerry Thomas e sua Orquestra Hawaiana – TICO TICO NO FUBÁ (Tico Tico) – Zequinha de Abreu, Aloísio de Oliveira, Erwin Drake – Elite Especial X-36-b – 4351;

Ethel Smith (Orgão) – TICO TICO NO FUBÁ – Zequinha de Abreu e Aloísio de Oliveira – Brunswick 03.571-a – ano de 1943;

Ray Ventura & Ses Collègiens -TICO TICO NO FUBÁ – Zequinha de Abreu – Odeon 2.705-A – ano de 1943;

Percy Faith e sua Orquestra de Concerto – TICO TICO NO FUBÁ – Zequinha de Abreu e Aloísio de Oliveira – Decca 288.295-A – ano de 1949;

Heriberto Muraro (piano) – TICO TICO NO FUBÁ – Zequinha de Abreu – arr. Heriberto Muraro – Odeon 12.992-B – abril de 1950;

Tobias Troisi (Violino) – TICO TICO NO FUBÁ – Zequinha de Abreu – Odeon 13.171-A – setembro de 1951;

William Fourneaut (Assobio) – TICO TICO NO FUBÁ – Zequinha de Abreu – Continental 16.569-A – maio-junho de 1952;

Tony Murena e sua Orquestra – TICO TICO NO FUBÁ – Zequinha de Abreu – Odeon 8.588-B – ano de 1954.

https://www.youtube.com/watch?v=9Prp-2QXveA]

https://www.youtube.com/watch?v=_xWV8wB4350

[video:https://www.youtube.com/watch?v=YDzJdBk8_G8

Os outros vídeos estão no canal lucianohortencio no Youtube

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

39 comentários

  1. Tico-tico em Berlim, no ukulele e fortíssimo

    Contam que o compositor Zequinha de Abreu, ao tocar este chorinho – ainda inacabado – num baile em Santa Rita do Passa Quatro, em 1917, ficou impressionado com o frenesi que a música provocou nas pessoas. E, para os músicos que com ele tocavam, exclamou: “Até parece tico-tico no farelo.” Surgiu daí o título definitivo dessa música, “Tico-tico no fubá”, que, mais tarde, seria divulgada mundialmente pela interpretação de Carmem Miranda. Quase um século depois, o frenesi com a música de Zequinha de Abreu torna a se manifestar em outras pessoas. Desta vez entre os músicos da Filarmônica de Berlim. 

    Reparo Nos créditos apresentados nesse vídeo a parceria da canção é atribuída a Aloysio de Oliveira. Aloysio, que fez as letras de várias músicas de Tom Jobim, como “Demais”, “Dindi”, “Inútil paisagem” e “Só tinha de ser com você”, não deve ter sido o letrista de “Tico-tico no fubá”. Cravo Albin, em seu Dicionário da MPB, registra ter sido Eurico Barreiros o coautor dessa música. Mas não descarto a possibilidade de que Aloysio tenha feito alguma versão para o inglês de “Tico-tico no fubá”, já que ele era fluente nesse idioma e, como integrante do Bando da Lua, também acompanhava Carmem Miranda nos EUA. >> http://blogdopg.blogspot.com.br/2009/07/tico-tico-em-berlim.html >> http://blogdopg.blogspot.com.br/2014/03/tico-tico-no-ukulele.html >> http://blogdopg.blogspot.com.br/2015/04/tico-tico-fortissimo.html&nbsp

     

  2. Tico Tico Russo

    Тико-тико (Зекинья де Абреу) – Tico-tico (Zequinha de Abreu)

    на гитаре – no violão

    [video:https://www.youtube.com/watch?v=zMRZqgML94c%5D

    Тико-Тико на  баяне – Tico-Tico no bayan (acordeão cromático)

    [video:https://www.youtube.com/watch?v=IiSUtdRjAYk%5D

    Олег Бакшеев (аккордеон) – Oleg Baksheev (acordeão)

    [video:https://www.youtube.com/watch?v=qupTdTKrDSk%5D

  3. Assobiando pra Oncinha Félix!

    [video:William Fourneaut (Assobio) – TICO TICO NO FUBÁ – Zequinha de Abreu – Continental 16.569-A – maio-junho de 1952]

  4. O Tico Tico havaiano de Taimane Gardner com Missão Impossível

    [video:https://www.youtube.com/watch?v=AHC1LkbZD10%5D

    O Tico Tico havaiano encontra um Tico Tico gaúcho:

    Num esquenta nos bastidores

    [video:https://www.youtube.com/watch?v=F1ELoeCtMhM%5D

    Cruzando no palco

    [video:https://www.youtube.com/watch?v=Uizc2XyLzoA%5D   

    O Tico Tico gaúcho desafia um Tico Tico do norte

    [video:https://www.youtube.com/watch?v=nizF-qwguhM%5D

    Um genial Tico Tico portenho

    [video:https://www.youtube.com/watch?v=MplBHyl1yH4%5D

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome