Tributo a Getúlio Côrtes – O Pulo do Negro Gato

Getúlio Côrtes – CORAÇÃO EMBALSAMADO – Getúlio Côrtes.

Album: Tributo a Getúlio Côrtes – O Pulo do Negro Gato.

Meu coração embalsamado sente frio

Tão mergulhado nesse rio de polpuda solidão

Tão claudicante, moribundo, ele anseia por carinho

E titubeia nesta selva sufocando de ilusão

 

Por isso nesta noite espaventosa

Eu tenho a alma pesarosa, esborrachada pela dor

Qual unha encravada no dedão, eu sofro tanto

E choro amigo, a falta desse amor

 

Por isso eu canto este rock tango

E vou bater de porta em porta pra todo mundo me ouvir

E desço pela rua torta e a multidão virá cantando sorrindo e vai me seguir

Atravesso a ponte Rio-Niterói e vou vestido de caubói

 

O revertério explodiu rapidamente

Em minha mente conturbada pelo excesso de acidez

Já faz um mês que a saudade no meu peito não se vai

Caminhão da falsidade atropelou meus ideais

 

Qual rolo compressor foi esmagando

E deglutindo as injúrias assacadas contra mim

Eu pego o trem noturno e pelas barbas de Netuno

Eu choro agora, mas vou sorrir no fim

 

Por isso eu canto este rock tango

E vou bater de porta em porta pra todo mundo me ouvir

E desço pela rua torta e a multidão virá cantando sorrindo e vai me seguir

Atravesso a ponte Rio-Niterói e vou vestido de caubói.

Assine

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora