Vila Arretada: Vila do Araripe. a casa de Gonzagão

VILA DO ARARIPE, A CASA DE LUIZ GONZAGA

 

Ô de casa… A Vila do Araripe, no sertão de Pernambuco, é a casa de Gonzagão. Foi onde ele nasceu, de onde partiu em busca da fama e para onde voltou, 16 anos depois, protagonizando o diálogo mais famoso da música nordestina ao abraçar o pai, Januário. Visitamos a Vila nas festividades que marcaram o centenário do Rei do Baião. Tem depoimentos de sanfoneiros e artistas gonzagueanos

 

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

2 comentários

  1. o sentido das palavras ao longo do tempo

    é um pormenor (esses pormenores me atraem e às vezes podem susrpreender): “Arretado” jamais se diria, nem muito menos seria publicadotempo atrás, pois tinha sentido muito chulo, “feio”. Jamais era palavra a sair em comerciais de televisão, nem em novelas que tentassem reproduzir o falar nordestino. Com o tempo, o sentido foi mudando, e acho até que seu uso (já não chulo) tem sido abusadamente excessivamente usado. Mas ainda não tem o sentido como no rio grande do sul (provavelmente alguns outros estados) de que arretar e arretado tem conotação de excitação sexual. O mesmo acontece com “porra”. No nordeste não se sabia que arretar pode ser excitar sexualmente, assim como porra pode ter sentido de esperma. Anarquista Lúcida também gosta dessas sutilezas e nem tão sutilezas da língua. Obs: não osncideero palavras quaisquer como “chulas” e “não-chulas”. São palavras, a gente é que as domina, e não o contrário.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome