Polímero usado em fraldas para reter xixi promete acabar com as secas

Jornal GGN – Um pó batizado de chuva seca pode acabar com os períodos de seca que deixam milhões sem água. O produto retém grandes quantidades de água e as libera aos poucos, alimentando plantações durante períodos de estiagem. Em apenas dez gramas, o polímero absorvente consegue armazenar um litro de água. Criada pelo USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos), a chuva seca foi muito usada em fraldas nos 1970. Há dez anos, o engenheiro químico mexicano Sérgio Jesus Rico Velasco descobriu que o material poderia ser usado para outros fins, além da retenção de urina e implementou o uso do produto na agricultura.
 
Velasco patenteou a tecnologia e a comercializa para o mundo inteiro. Segundo o engenheiro, após testes, o governo mexicano comrovou que, ao ser misturada no solo, a chuva seca aumenta as colheitas em até 300%. Em entrevista à BBC, Edwin González, vice-presidente da empresa, estima que o produto dure até dez anos, dependendo da qualidade da água – quanto mais pura, melhor. A companhia recomenda 50kg da chuva seca por hectare (10 mil metros quadrados), que custa aproximadamente R$ 3.500.
 
No entanto, há quem discorde. A professora Linda Chalker-Scott, da Universidade do Estado de Washington, diz à BBC que duvida da eficácia do produto. “Não há evidência científica que sugira que eles armazenem água por um ano”, defendeu. Segundo Linda, a chuva seca pode sugar mais água do solo, prejudicando a irrigação das plantas. Além do mais, adubos feitos com lascas de madeira seriam capazes de produzir quase o mesmo efeito e são mais baratos.

Com informações da BBC

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome