Produção industrial tem o maior declínio desde janeiro de 2012, aponta IBGE

Jornal GGNDados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística mostram que a produção da indústria brasileira caiu 3,8% em agosto na comparação com o mês anterior, interrompendo sequência de cinco meses consecutivos de resultados positivos. A queda de agosto foi a maior desde janeiro de 2012.

Segundo André Macedo, economista do IBGE, a redução da atividade em agosto anula os meses anteriores de crescimento, frustando as expectativas de crescimento.

Na comparação com o ano anterior, a atividade caiu 5,2% em agosto. Entre janeiro a agosto, a queda acumulada é de 8,2% e de 9,3% em 12 meses.

Na análise por setores, o recuo foi registrado em três das quatro grande categoria econômicas, assim como em 21 dos 24 ramos pesquisados.

Nas grandes categorias, as reduções mais intensas foram registradas entre os bens de consumo duráveis (-9,3%) e bens intermediários (-4,3%)

Dentre os ramos pesquisados, as maiores reduções aconteceram nos veículos automotores, reboques e carrocerias (-10,4%) e  produtos alimentícios (-8%).

Os produtos de minerais não-metálicos caíram 5,1% e os de confecção de artigos do vestuário e acessórios tiveram queda de 6,9%. Já os produtos farmoquímicos e farmacêuticos aumentaram sua produção em 8,3%.

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

4 comentários

  1. Lamentável existir no nosso

    Lamentável existir no nosso país esta instituição governamental, IBGE, que trai o próprio desenvolvimento da economia.

    Suas pesquisas são sempre focadas em prejudicar a confiança do crescimento econômico e estremecer as estruturas de governo, com indicadores tendenciosos ora vendendo a inflação para o aumento das taxas de juros, e ora refletindo a recessão, para ganharem do mercado externo espaços nos deficits, na perspectiva da entrega forçada de ativos nacionais. 

    Economistas são usados para a projeção do lucro que o capitalismo gera ao carregar as nações rumo ao abismo.

     

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome