A crise e o câmbio

Lá vem a história de crise política para explicar o dólar. Um ano e meio de tiroteio sem fim não mexeu com dólar. Porque mexeria agora, a uma semana das eleições em que Lula é favorito?

A razão óbvia da volatilidade do dólar foram os movimentos no mercado de commodities que provocaram a segunda maior quebra de fundo “hedge” da história. O resto é história. Só faltava depois de quatro anos prestando continência ao mercado, que a eleição de Lula pudesse inspirar alguma preocupação.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome