A demissão de Muhammad Yunus

Da Revista Época

Nobel da Paz Muhammad Yunus é demitido de instituição que lhe rendeu o prêmio

O economista bengalês é acusado de desviar recursos do grupo Grameen em 1996. Yunus era conhecido, no país, como o “banqueiro dos pobres”

REDAÇÃO ÉPOCA, COM AGÊNCIA EFE

AP/ MTI, Peter Kollanyi

O prêmio Nobel da Paz de 2006, o bengalês Muhammad Yunus, foi destituído do cargo de diretor-executivo do Grameen Bank, a entidade concessionária de microcréditos que criou e por conta da qual recebeu o prêmio e o apelido de “banqueiro dos pobres”. A demissão foi informada pelo subdiretor-geral do Banco Central de Bangladesh, A.F.M. Asaduzzaman.

Yunus havia sido submetido a uma campanha de desprestígio promovida pelo próprio Governo nos últimos meses, mas o banco central, em comunicado, afirmou que a demissão foi devido à idade avançada do banqueiro – ele teria ultrapassado a idade de aposentadoria no país segundo versões da agência UNB e do jornal The Daily Star.

“Recebemos a carta do Banco de Bangladesh. Nossos advogados estão examinando e em breve emitiremos uma reação a respeito”, disse a diretora do Yunus Center, Lamiya Morshed. Ela acrescentou ainda que o banqueiro “não foi despedido”. “É preciso checar a validade legal da medida”, afirmou.

O economista bengalês, além do Prêmio Nobel da Paz, foi agraciado também com o Prêmio Príncipe de Astúrias da Concórdia em 1998. No entanto, nos últimos meses, se viu submetido a uma campanha de desprestígio liderada por Sheikh Hasina após um documentário transmitido em novembro de 2010 na Noruega ter denunciado um desvio de fundos entre duas entidades do Grupo Grameen em 1996.

Yunus se defendeu das críticas afirmando que a transferência havia sido explicada aos doadores noruegueses, mas Hasina o acusou em dezembro de pretender evadir impostos e anunciou uma investigação contra ele.

LH

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome