A tartaruga e o pedágio

Para resolver a questão do rodoanel de São Paulo, o governo do estado tinha que tomar conta de uma tartaruga apenas: decidir se haveria pedágio. A tartaruga fugiu: durante quatro anos, o governador Geraldo Alckmin ficou na dúvida hamletiana, entre cobrar e não cobrar.

Ontem, o Secretário dos Transportes Dario Rais Lopes, com luz verde do governador Cláudio Lembo, decidiu recuperar a tartaruga. Anunciou que haverá pedágio e, assim, o rodoanel sairá.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome