A venda da Varig

Que a Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) está despreparada para as funções, não se discute. Mas, se nesta segunda-feira, tentar promover a venda da Varig para a Variglog, estará cometendo um atentado ao patrimônio público. Como será outro atentado simplesmente liquidar com empresa e distribuir suas linhas – de graça – para os concorrentes.

A esta altura, a única saída racional e viável para a Varig será

1. o juiz decretar sua falência, mantendo-a em operação;

2. o governo chamar a si a responsabilidade, decretando a estatização da empresa por um prazo pré-determinado, de seis meses, digamos;

3. nesse período, agindo em conjunto com os credores, seria montada a nova Varig, resolvidas as dúvidas em relação à novas Lei de Falências e anunciado um novo leilão.

4. o modelo de intervenção deveria ser de maneira a garantir o ressarcimento de qualquer crédito novo que entrasse para colocar a nova Varig de pé.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome