Mercados abrem com explosões de ordens de venda

A pesquisa Sentix, sobre a confiança dos investidores na zona do euro, deverá cair de +5,2 para -12,2, Em nota datada de sexta-feira, a Moody's Investors Service, empresa de classificação, disse que estava rebaixando as expectativas de crescimento para o Grupo dos 20 países para o segundo trimestre do ano.

O FTSE, que mede desempenho das 100 ações mais negociadas na Grã-Bretanha já perdeu 120 pontos, ou 7,32%. Mais da metade do índice não está sendo negociado, incluindo bancos e empresas petrolíferas. O que sugere grandes perdas nesta manhã.

Nas demais bolsas, as quedas foram igualmente relevantes> Portugal (-11,3%), Frankfurt (-6,42%), Paris (-6,80%), Madri (-5,70%).

No Japão, o índice Nikkei 225 caiu 5,5% ao meio-dia, depois que dados econômicos divulgados na manhã de segunda-feira sugeriram que a queda econômica do país no final do ano passado foi pior do que o esperado.

O índice Hang Seng de Hong Kong caiu 3,5%. Na China, o Shanghai Composite Index caiu 2,4%. O Kospi da Coréia do Sul caiu 3,9%. A maior queda na região Ásia-Pacífico foi na Austrália, onde o índice S & P / ASX 200 caiu 6,6%. As negociações de futuro, nos EUA, sofreram uma parada, depois de uma queda de 5%.

As ações da Saudi Aramco, a estatal de petróleo da Arábia Saudita, foram suspensas após queda de 10% na abertura do mercado.

O mercado se assustou com a queda do petróleo Brent para US$ 31 o barril, mas teme perdas maiores, se houver retaliações de outros países, afetados pelo aumento de produção da Arábia Saudita.

Na Austrália, a situação do mercado é de pânico, e analistas locais dizem que o mercado não se acalmará até haver informações mais seguras sobre a contenção do coronavirus nos Estados Unidos.

Outra notícia de impacto foi a decisão da Itália de colocar 16 milhões de pessoas em quarentena.

A pesquisa Sentix, sobre a confiança dos investidores na zona do euro, deverá cair de +5,2 para -12,2,

Em nota datada de sexta-feira, a Moody’s Investors Service, empresa de classificação, disse que estava rebaixando as expectativas de crescimento para o Grupo dos 20 países para o segundo trimestre do ano.

“A extensão total dos custos econômicos não ficará clara por algum tempo”, afirmou em nota aos clientes. “O medo de contágio reduzirá a atividade de consumidores e negócios. Quanto mais tempo as famílias e as empresas levarem para retomar a atividade normal, maior será o impacto econômico. ”

Os mercados futuros sugeriram que Wall Street abriria quase 5% mais baixo.

 

 

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora