André Brandão deixa presidência do Banco do Brasil

Executivo renuncia ao cargo seis meses após posse; conversas ganharam força após plano de reestruturação que incluía fechamento de agências

Jornal GGN – André Brandão renunciou à presidência do Banco do Brasil nesta quinta-feira (18/03). O executivo deixará o cargo efetivamente no dia 1º de abril, seis meses após sua nomeação.

De acordo com fato relevante divulgado ao mercado financeiro, o pedido de renúncia de Brandão foi apresentado ao presidente Jair Bolsonaro, ao ministro da Economia, Paulo Guedes, e ao presidente do conselho do BB, Hélio Lima Magalhães.

Segundo a CNN Brasil, o escolhido pelo governo para substituir Brandão é Fausto de Andrade Ribeiro, presidente da BB Administradora de Consórcios desde setembro de 2020.

A saída do executivo, que chegou a ocupar a presidência do HSBC, não é uma surpresa. Bolsonaro tentou demitir Brandão ainda em janeiro, quando o banco anunciou um plano de corte de gastos que incluía o fechamento de 361 agências e a demissão voluntária de aproximadamente 5 mil profissionais.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora