As razões da demissão do Professor de Deus

Por apenas leitor

Nassif, bom dia.

Você sempre chamou essa turma de cabeças-de-planilha, mas eu não imaginava que era no sentido literal. Veja a notícia no Blog Poder Online (ig):

Do Poder Online, no IG

Erro grave derrubou Schwartsman

A saída de Alexandre Schwartsman da diretoria do Santander foi decidida durante a campanha eleitoral, quando o ex-diretor de Assuntos Internacionais do Banco Central divulgou estudo comparando a política fiscal do governo Lula com a do governo Serra em São Paulo.

O economista cometeu erro primário ao afirmar que a política fiscal de Lula era mais rígida do que a de Serra. Em resumo Schwartsman, colocou os gastos da Previdência paulista na coluna errada de seu Excel.

Desde então, sua degola estava com dia marcado no comando do banco. O Santander não gostou nada de ele ter se metido numa guerra política.

Schwartsman, como se sabe, teve que vir a público reconhecer seu erro.

Autor: Jorge Félix

Comentário

Certamente pesaram também a postura agressiva contra José Gabrielli, da Petrobras e, antes disso, a inominável grosseria dos ataques a Yoshiaki Nakano. No caso do Serra, o artigo lhe custou a coluna que mantinha na Folha. Depois da derrota de Serra, o jornal se viu liberado para trazê-lo de volta.

PS – Retirei o trecho no qual depositava alguma fé na grandeza de Alexandre. Segundo informações do Paulo, nos comentários, é um pequeno arrogante mesmo, sem limites.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora