Banco Mundial calcula 9 anos para Brasil enfrentar efeitos da pandemia na economia

Sem citar diretamente o nome de Jair Bolsonaro, a entidade comercial admite que o Brasil enfrenta "grandes sequelas" com a pandemia de Covid-19, que devem perdurar por "muitos anos"

Agência Brasil

Jornal GGN – A gestão da pandemia no Brasil pelo governo de Jair Bolsonaro afetará o país por 9 anos em empregos e salários. O cálculo foi feito e divulgado pelo Banco Mundial, nesta terça (20). Trata-se do documento “Emprego em crise: Trajetórias para melhores empregos na América Latina pós-Covid-19”, do Banco Mundial, que traça como os países da região lidam com as crises econômicas.

Sem citar diretamente o nome de Jair Bolsonaro, a entidade comercial admite que o Brasil enfrenta “grandes sequelas” com a pandemia de Covid-19, que devem perdurar por “muitos anos” na economia do país, afetando diretamente os empregos formais.

“No Brasil e no Equador, embora os trabalhadores com ensino superior não sofram os impactos de uma crise em termos salariais e sofram apenas impactos de curta duração em matéria de emprego, os efeitos sobre o emprego e os salários do trabalhador médio ainda perduram nove anos após o início da crise”, traz trecho do relatório.

“Na região da ALC [América Latina e Caribe], as cicatrizes são mais intensas para os trabalhadores menos qualificados, sem ensino superior”, continua.

Segundo dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), o desemprego atingiu recorde no Brasil no primeiro trimestre deste ano, comprometendo 14,8 milhões de trabalhadores, o que representa 14,7%.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome