BC identifica sinais de manipulação no mercado cambial

O Banco Central (BC) identificou indícios de conluio de operadores no mercado de câmbio, no exterior, disse hoje (15), na Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado, o diretor de Política Monetária da autarquia, Aldo Mendes. O diretor disse que recebeu documentos, compartilhados pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) com o BC, que indicam a tentativa de “tabelamento” do spread, diferença entre taxa de compra e de venda do dólar. É do spread que os bancos tiram o lucro das operações cambiais.

O diretor destacou que a concorrência leva naturalmente ao “estreitamento” do spread. A ação dos operadores era tentar tabelar o spread. “O Cade saberá lidar com essa questão concorrência”, disse o diretor.

A manipulação em mercados de câmbio, inclusive do Brasil, por grandes instituições financeiras estrangeiras está sendo investigada nos Estados Unidos e na Europa.

Apesar dessa manipulação no spread, o diretor garantiu que a ação no exterior não afeta a taxa de câmbio brasileira por ser definida exclusivamente no Brasil. O diretor acrescentou que não há participação de instituições financeiras do Brasil nessa ação, mas há pessoas físicas brasileiras trabalhando para os bancos estrangeiros investigados.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

3 comentários

  1. So ha UMA razao que isso

    So ha UMA razao que isso aconteceria:  os abutres dos EUA apostaram no dolar e “funcionarios” brasileiros -que nao trabalham pra eles necessariamente- estao sabotando o dolar.  Sim, isso mesmo:  eh os ricos BRASILEIROS que apostaram contra o Brasil.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome