Bolsonaro diz ter “vontade” de privatizar a Petrobras

Em meio às críticas sobre alta dos combustíveis, presidente disse em entrevista que irá consultar equipe econômica sobre venda da Petrobras

Foto: Marcos Corrêa/PR

Jornal GGN – O presidente Jair Bolsonaro segue de olho nos ativos brasileiros: além da Eletrobras e dos Correios, o presidente abriu o jogo e disse ter “vontade” de vender a Petrobras.

“Já tenho vontade de privatizar a Petrobras, tenho vontade. Vou ver com a equipe da economia o que a gente pode fazer”, disse Bolsonaro, em entrevista à rádio evangélica Novas de Paz, de Pernambuco.

Clique aqui e veja como colaborar com o jornalismo independente do GGN

Bolsonaro também se queixou de “levar a culpa” pelo aumento do preço dos combustíveis, e ainda lamentou por não poder direcionar o preço.

“Eu não posso, não é controlar, eu não posso melhor direcionar o preço do combustível. Mas quando aumenta a culpa é minha. Aumenta o gás de cozinha, a culpa é minha. Apesar de ter zerado o imposto federal, coisa que não acontece aí por parte dos governadores”, disse o presidente.

Bolsonaro se pronunciou a respeito no dia seguinte à aprovação de projeto que muda a regra de cobrança do ICMS (imposto estadual) dos combustíveis. Agora, o prognóstico é que o encargo seja aplicado sobre a média dos últimos dois anos. As informações são do jornal Folha de São Paulo.

Leia Também

Coalizão Direitos Valem Mais entra com pedido de impeachment de Paulo Guedes no Supremo Tribunal Federal

Sabatina de Mendonça aumenta tensão entre Bolsonaro e Alcolumbre

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

2 comentários

  1. Tão simples quanto a “vontade de encher tua boca de porrada”, né despresidente?
    Aliás que se saiba, quem autoriza isso é o Congresso.
    É o presepeiro adolinquente “tirando onda’ pro seu cercadinho de crentes tão alucinados quanto ele.
    E a CVM não vai multá-lo por afetar o mercado de ações, além da imagem estratégica da própria empresa, QUE NÃO É DELE, NEM DE SEU GOVERNO?
    É verdade que o STF aprovou (na onda do Alexandre Temer de Morais) o desmonte da empresa, dizendo que “subsidiárias” não precisam de autorização do Congresso.
    Com isso, foi-se dentre muitas, a sempre lucrativa BR Distribuidora, a maior do país.
    Vc já imaginaram a Shell e congêneres se desfazendo da distribuição de combustíveis em postos?
    Ou de pagar aluguel compulsório a privatas por sua própria rede de dutos, já amortizada?
    Não?
    Os capatazes e corretores da nação “pensam em tudo”!
    Ou melhor: “$ó pen$am naquilo”…

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome