Brasil chega a 213,3 milhões de habitantes em 2021

Dados divulgados pelo IBGE não consideram os efeitos da pandemia; São Paulo segue como a cidade mais populosa do país

Foto: Reprodução

Jornal GGN – O total de habitantes no Brasil em 2021 chegou a 213,3 milhões, segundo as Estimativas da População divulgadas pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

Os dados de 2021 não incorporam os efeitos da pandemia de covid-19 no país. Segundo o gerente de Estimativas e Projeções de População do IBGE, Márcio Mitsuo Minamiguchi, os dados preliminares do Registro Civil e do Ministério da Saúde apontam para um excesso de mortes, principalmente entre idosos, e uma diminuição dos nascimentos. É possível que também tenham ocorrido alterações nos fluxos migratórios, mas as implicações só serão verificadas a partir do próximo Censo Demográfico.

Segundo o IBGE, o município de São Paulo continua sendo o mais populoso do país, com 12,4 milhões de habitantes, seguido por Rio de Janeiro (6,8 milhões), Brasília (3,1 milhões), Salvador (2,9 milhões) e Fortaleza (2,7 milhões). Dos 17 municípios do país com população superior a um milhão de habitantes, 14 são capitais. Esse grupo concentra 21,9% da população ou 46,7 milhões de pessoas. Já o conjunto das 26 capitais mais o Distrito Federal supera os 50 milhões de habitantes, representando, em 2021, 23,87% da população do país.

Ajude o jornalismo independente do GGN. Clique aqui e saiba mais

As 28 regiões metropolitanas, Regiões Integradas de Desenvolvimento (RIDEs) e Aglomerações Urbanas com um milhão de habitantes somadas possuem mais de 100 milhões de habitantes, o que equivale a 47,7% da população do Brasil. Entre as principais regiões metropolitanas e RIDES, 20 têm como sede um município da capital, enquanto oito têm como sedes municípios do interior dos estados.

Entre as unidades da federação, São Paulo segue como o estado mais populoso, com 46,6 milhões de habitantes, concentrando 21,9% da população total do país, seguido de Minas Gerais, com 21,4 milhões de habitantes, e do Rio de Janeiro, com 17,5 milhões de habitantes. Os cinco estados menos populosos somam cerca de 5,8 milhões de pessoas e estão na região Norte, nos estados de Roraima, Amapá, Acre, Tocantins e Rondônia.

O estudo, com data de referência em 1º de julho, leva em conta todos os 5.570 municípios brasileiros, e é um dos parâmetros utilizados pelo Tribunal de Contas da União (TCU) para o cálculo do Fundo de Participação de Estados e Municípios, além de referência para indicadores sociais, econômicos e demográficos.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora