Caixa também fará reestruturação com aposentadoria de 11 mil funcionários

Jornal GGN – Assim como o Banco do Brasil, a Caixa Econômica Federal quer adotar medidas para reduzir custos, como aposentadoria incentivada para cerca de 11 mil funcionários. Entretanto, o presidente da instituição, Gilberto Occhi, afirmou que não há a intenção de fechar agências, conforme anunciado pelo BB.

O banco tem 3.700 agências, e, segundo Occhi, cerca de 100 delas não tem resultados satisfatórios. “Há outras medidas possíveis, como redução do tamanho da agência, transformá-las em postos de atendimento, transferência de local. A última alternativa é o fechamento da unidade”, disse, após reunião do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social (CDES).

No caso do programa de aposentadoria, ele não poderá ser realizado agora porque a Caixa necessita de R$ 1,2 bilhão para pagar incentivos e direitos. Occhi afirmou que os 11 mil funcionários já podem estar aposentados, mas continuam trabalhando.

O presidente da Caixa também disse que o banco quer abrir o capital de duas empresas, a Lotex e a Caixa Seguridade. O contrato com o BNDES para iniciar o trâmite do lançamento das ações da área de loterias será assinado ainda nesta semana.

No começo desta semana, o Banco do Brasil anunciou uma reestruturação que irá fechar 402 agências, além de transformar 379 delas em postos de atendimento bancário. Além disso, o banco lançará um plano de aposentadoria incentivada e também quer reduzir a jornada de trabalho para parte de seus funcionários.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

5 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Genesio Mourag

- 2016-11-23 13:51:33

Nossos amigos banqueiros

Nossos amigos banqueiros diriam: "o melhor negócio do mundo é um banco bem admnistrado". E diriam também: "o segundo melhor negócio do mundo é um banco mau admnistrado". Lógico que quando é um bom negócio, até banqueiro mineiro vende seu banco... mas rapidinho já abre outro, nem se for de plataforma /  atacadol. E, com todo respeito e carinho, queremos que com toda sutileza todos os golpistas vão tomando o ú de barquinho! Antes porem, devolvam os nossos votos na Dilma, porqu e filho da puta nenhum é melhor do que nós prá dizer que o outro candidato vale mais! não vale e é golpista ditador! Desculpa pelo desabafo a todos os golpistas, e um abraço apertado a todos, por trás.

maria rodrigues

- 2016-11-23 13:45:56

Lembrei-me de Aécio, logo que

Lembrei-me de Aécio, logo que se dirigiu ao público como candidato. Ele disse que seria obrigado a tomar medidas antipáticas, e dentre elas estava a venda da Caixa e do BB.

Incrível é que Caixa e BB vem sendo dois bancos estatais com rentabilidade extraordinárias. Há tempo não se fala outra coisa senão do bom desenvolvimento desas duas instituições. Acho até que o ITAÚ, por exemplo, se fosse uma pessoa física, diríamos que sente inveja delas duas, suas inimigas mortais.

Tava claro que o governo não passaria muito tempo sem atingir os dois bancos. Pensou, claro, em acabar com eles, mas, pelo menos por enquanto, vai dando as primeiras pauladas, que podem tomar outros rumos mais crueis quanto aos funcionários. Estes serão os maiores perdedores. 

O que vai fazer um aposentado forçado com uma indenização justo num cenário horrível de inflação e quebra de emrpesas? 

O PIG vem se adiantando em mostrar muita coisa favorável ao Temer. Uma hora, apresenta pessoas muito velhas trabalhando duro, sorrindo, e dizendo que ama trabalhar - tudo para defender a reforma da Previdência. Noutros momentos, são os mais diversos autônomos, vendendo baganas, ou se dizendo felizes por ter abraçado uma franquia. Ou seja, conselhos não tem faltado para os que vivem pregados nessas televisões de m. 

 

Jaide

- 2016-11-23 13:09:47

A PEC 55 é fundamental para o

A PEC 55 é fundamental para o pacote de benefícios aos bancos privados, para garantir o pagamento de juros. Desconfio que  nesse leque de benefícios deve estar no forno a privatização total da previdência, agora sob o comando do Ministério da Fazenda.

Andre Araujo

- 2016-11-23 12:39:14

Caixa e Banco do Brasil estão

Caixa e Banco do Brasil estão sob controle do Ministerio da Fazenda. Os planos anunciados significam um projeto de REDUÇÃO DO PAPEL E DA PARTICIPAÇÃO DOS BANCOS PUBLICOS NO MERCADO, aumentando o espaço para os bancos privados. Mais claro impossivel. A FEBRABN não faria projeto melhor.

Na llista da FORBES de das 500 maiores empresas do planeta, o BANCO ITAU está no lugar 63, o BRADESCO no lugar

78, o BANCO DO BRASIL no lugar 153, os dados são para o ano de 2015.

A retirada de R$100 bilhões do caixa do BNDES para o Tesouro significa na pratica a REDUÇÃO da capacidade do BNDES de emprestar recursos para a economia.

Todo a politica do Ministerio da Fazenda é  ENFRAQUECER OS BANCOS PUBLICOS em beneficio dos bancos privados.

Nenhuma novidade, quem está no Ministerio da Fazenda está lá para cumprir esse papel.

Algum, apenas um, comentarista economico da Globonews (Sardenberg, João Borges, Juliana Rosa, Tais Heredia), da Joven Pan ( Denise Campos de Toledo), do Estadão (Celso Ming), do Valor (Claudia Safatle), da Folha (Vinicius Freire)

apenas de leve fez ALGUM comentario sobre esse projeto de ENORME importancia na economia?

Claro que não, talvez nem tenham percebido. O unico tem que eles debatem é a importancia da PEC do teto dos gastos.

Vladimir

- 2016-11-23 12:32:50

Ainda vamos sentir saudades

Ainda vamos sentir saudades das privatizações. Bom período aquele em que o patrimônio público era vendido a preço de banana.

Agora,com os golpistas no poder,a mão invisível internacional,descobriu uma forma de privatizar dde graça: É só fechar as agências dos bancos estatais que eles se incubem de ocupar os espaços e ainda levam de brinde que sequer preciasam pagar os direitos trabalhistas.

Nota 10 para os golpistas!

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Seja um apoiador