Índice de Confiança Empresarial melhora, mas continua abaixo de janeiro, por Luis Nassif

Cruzando índices diversos, tiram-se algumas conclusões relevantes.

Foto: Reprodução

O GGN PRECISA DA SUA AJUDA PARA CONTINUAR PRODUZINDO
INFORMAÇÃO E ANÁLISE CRÍTICA E INDEPENDENTE EM TEMPOS DE CRISE.
CLIQUE AQUI E SAIBA COMO NOS APOIAR

O Índice de Confiança do Empresário Industrial é dividido em 3 grandes grupos de questão. A primeira, o que acham do Brasil. A segunda, o que está acontecendo com sua empresa. O terceiro, qual o seu índice de confiança geral no futuro.

Cruzando índices diversos, tiram-se algumas conclusões relevantes.

  1. Em geral, a percepção sobre o país bate com a percepção sobre a própria empresa. A pesada campanha do impeachment fez com que a percepção do país ficasse abaixo da percepção da própria empresa, algo que só aconteceu no período do impeachment, comprovando a pesada propaganda negativa do período.
  1. Observa-se que, como regra geral, as expectativas dos empresários em relação ao seu próprio negócio são melhores do que em relação à economia geral. Essa diferença foi maior justamente no período do impeachment.

Houve uma melhora em relação ao mês passado, mas todos os indicadores ficaram abaixo de janeiro.

Nesses indicadores, a linha divisória é 50. Se o indicador está acima de 50, significa que as expectativas positivas superaram as negativas, e vice-versa.

Nos quadros abaixos percebe-se uma ligeira melhora no otimismo no último mês, provavelmente relacionado com o menor isolamento social

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome