O boicote da China à carne brasileira, por Luis Nassif

Mesmo assim, a participação chinesa na balan;a comercial brasileira é avassaladora. Nos 12 meses até outubro de 2021, as compras chinesas chegaram a US$ 99,7 bilhões, 40,11% das exportações brasileiras no periodo.

Foto: Reprodução

Vamos a alguns n[umeros iniciais, para analisar o impacto do boicote da China {a carne brasileira.

Em outubro, a queda foi vertiginosa. Até setembro as compras vinham em um crescendo, em dólares. Em setembro, a média mensal dos 12 meses bateu em US $649 milhões; as compras mensais, em US$ 950 milhões. Em outubro, as compras mensais caíram para US$ 245 milhões e a média baixou para US$ 621 milhões.

Mesmo assim, no acumulado de 12 meses at[e outubro, houve uma alta de 10,9% nas exportações de carne, em relação a 12 meses atr[as. E crescimento expressivo em outros itens, especialmente Extração de Minério de Ferro e Soja.

Um histórico da variação das vendas em 12 meses, no entanto, mostra o crescimento vertiginoso da extração de minério – começando a ceder depois da crise no mercado imobiliário chinês/ uma queda expressiva na carne, um crescimento moderado em Soja.

Mesmo assim, a participação chinesa na balan;a comercial brasileira é avassaladora. Nos 12 meses até outubro de 2021, as compras chinesas chegaram a US$ 99,7 bilhões, 40,11% das exportações brasileiras no periodo. Em outubro de 2016, o acumulado mal chegava aos US$ 30 bi.

Quando se compara com a pauta de exportações para os Estados Unidos, no entanto, percebe-se que para lá a pauta e mais diversificado, com menos dependëncia da indústria extrativa.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

10 comentários

  1. “…Estamos saindo de um ciclo muito duro para o país…” É o fim de 91 anos de AntiCapitalismo de Estado Caudilhista Ditatorial Absolutista Assassino Esquerdopata Fascista. Da Indústria da Vitimização, do Fatalismo, da Miséria, do Analfabetismo, do Atraso, da Favelização. Mas o AgroNegócio, a AgroIndústria, a AgroPecuária não produz Alimentos?!! O que os Chineses estão fazendo com tanta Carne? Boicote da China? A Imprensa precisa deixa de ser Panfleto Ideológico Político de um Projeto Totalitário que produziu apenas condições medíocres onde foi implantada e precisa voltar a informar. Pode até dar sua Opinião e direcionar esta Opinião, mas deve ser Plural. A China precisa desesperadamente do Brasil para garantir sua Segurança Alimentar. Ao invés de todas Correntes Políticas e Ideológicas Brasileiras aproveitarem de tamanha situação favorável, para ampliar as condições sociais brasileiras e prosperidade de seu Povo, estão sabotando a Nação numa busca desesperada por Poder. A Imprensa ao invés de informar, faz o jogo político de seu interesse. É surreal !! Pobre país rico. Mas de muito fácil explicação.

  2. ” A China precisa desesperadamente do Brasil para garantir sua Segurança Alimentar. ”
    Não precisa.
    Tudo que ela compra aqui, pode comprar lá fora. Principalmente dos EUA, que é o maior produtor mundial de grãos.
    A carne é um aviso.
    Já pensou se de um dia para o outro a China resolver não comprar do Brasil aqueles U$ 99bi?
    Quem é que depende de quem?

  3. Caro Jossimar
    Está corretíssima a sua avaliação.
    Esse bobo intitulado como Zé Sérgio, tirado a grande analista da história tupiniquim (brasileira) acha que sabe muito, mas não sabe de quase nada…
    A China jamais será dependente de alguma coisa e de qualquer país. Eles estudam a sua própria história, que é milenar, estão em cima desta terra a pelo menos 5.000 anos. Embora tenham passado por altos e baixos, o que lhes valeu muito para aprendizado. Vejam o desenvolvimento deles (chineses) em vários campos da atividade humana e olhem para o nosso. Fico por aqui…

  4. Os EUA dependem desesperadamente de importações para garantir sua segurança alimentar, pois importam mais de 50% do
    que consomem. A China passou a importar alimentos seguindo a lógica de países que passaram a empregar sua mão-de-obra na indústria, a fim de gerar maior valor para sua economia. Caminho contrário fazemos aqui,
    com nossa economia voltando a depender da exportação de produtos primários e a consequente volta do já imenso peso político
    do latifúndio.

  5. A China precisa do Brasil para comprar soja e carne? Esse continua sendo o mesmo pensamento pequeno desse país acostumado com ciclos econômicos de produtos primários. Não aprederam com o café, cacau, Cana-de-açúcar, látex et al. Tanto a soja quanto a carne podem migrar para vários países. A China está fazendo um investimento pesado na África em especial na Tanzânia. Aí ficam uns ideólogos neófitos que não entendem nada de comércio internacional e muito menos de História Econômica, falando inúmeras sandices.

  6. Obrigado por tamanha relevância. “De ilusão também se vive”. A Tanzânia é 10 vezes menor que o Brasil. Vai ter a Produção AgroPecuária do Brasil? Jossimar e Sidnei Borges precisam se entender para depois tentar me contestar. Mas já antecipo que os dois estão certos. Os EUA são grandes Produtores de grãos, mas também grandes Consumidores. São Concorrentes da China mais que Fornecedores. Os dois mais as União Européia necessitam de muita importação de Alimentos para a sua Segurança. Então novamente afirmo, quem precisa desesperadamente de quem? Acorda Pátria da Inocência !! Se a China não comprar vai passar fome. Já o Brasil vai ter ainda mais Alimentos de sobra. Quem tem a vantagem? Pobre país rico. Mas de muito fácil explicação.

    • A Tanzânia é menor 10 vezes que o Brasil. Pois bem, a Holanda é 200 vezes menor e seu agronegócio exporta, em dólares, 27% a mais que o Brasil!😉

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome