Crescimento empresarial desacelera na zona do euro

Jornal GGN – Pelo 26º mês seguido, o crescimento das empresas da zona do euro desacelerou. Apesar de as empresas cortarem de novo seus preços, o índice de produção em maio subiu para 48,8 ante 48,7 mas permanece abaixo da marca de 50, desde abril de 2012.
 
O Índice de Gerentes de Compras (PMI) caiu para 53,5 no mesmo período, abaixo da preliminar de 53,9 e da leitura final de abril de 54,0. Mas permaneceu acima da marca de 50 que divide crescimento de contração pelo 11º mês seguido. Já o índice para o setor de serviços do bloco avançou para a máxima em quase três anos de 53,2 em maio, depois dos 53,1 de abril.
 
Embora a produção na região tenha permanecida sólida, puxada novamente pela Alemanha e indicando crescimento do PIB na zona do euro de 0,4 a 0,5% no segundo trimestre, a atividade empresarial da França registrou contração, após apenas dois meses de crescimento. Os índices só não caíram mais por conta do crescimento na indústria de serviços, que acabou compensando a desaceleração na indústria.
 
De acordo com os especialistas locais, embora alguns números apresentem uma melhor performance, a recuperação ainda é classificada como “irregular, vacilante e sem brilho”. Os resultados certamente alimentam mais as expectativas de que o Banco Central Europeu vai afrouxar sua política na reunião prevista para esta quinta-feira (5).
 

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome