Dólar comercial fecha semana abaixo de R$ 3,30

Da Agência Brasil

Dólar cai mais de 2% e volta a ficar abaixo de R$ 3,30

Por Wellton Máximo

Depois de uma semana de turbulências no mercado financeiro, a moeda norte-americana teve forte queda e encerrou o dia abaixo de R$ 3,30. O dólar comercial fechou esta sexta-feira (8) vendido a R$ 3,294, com queda de R$ 0,071 (-2,12%). A cotação está no menor nível desde a última segunda-feira (4), quando tinha fechado em R$ 3,265.

Com a queda de hoje, a moeda norte-americana interrompeu uma sequência de cinco altas seguidas. Ao longo da sessão, o dólar operou em quase todos os momentos abaixo de R$ 3,30. A divisa registra alta de 2,5% em julho, mas acumula queda de 16,55% no ano.

Diferentemente das últimas cinco sessões, o Banco Central não atuou no mercado de câmbio comprando dólares no mercado futuro. Desde o dia 1º, a autoridade monetária vinha leiloando diariamente US$ 500 milhões de contratos de swap cambial reverso para conter a queda da moeda norte-americana.

Bolsa

O dia foi de fortes ganhos no mercado de ações. O índice Ibovespa, da Bolsa de Valores de São Paulo, encerrou esta sexta-feira com alta de 2,16%, aos 53.139 pontos. É a primeira vez desde 12 de maio que o indicador fecha acima de 53 mil pontos.

As ações da Petrobras, as mais negociadas na bolsa, tiveram valorização. Os papéis ordinários, com direito a voto em assembleia de acionistas, subiram 2,76%, para R$ 12,30. Os papéis preferenciais, com preferência na distribuição de dividendos, valorizaram-se 2,93%, para R$ 9,84.

O ambiente externo também contribuiu para o desempenho do mercado financeiro. As bolsas da Ásia e dos Estados Unidos fecharam em forte alta depois da divulgação de dados de emprego nos Estados Unidos.

* Com informações da Prensa Latina

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

5 comentários

    • capitalista/consumista se nutra de estos símbolos es mera casual

      [video:https://www.youtube.com/watch?v=X8AQwSPpewk%5D

      Al igual que se hacía en la Antigüedad, en la Época Románica, el Renacimiento… Hoy se siguen adorando a los mismos ídolos.
      Las obras de culto actualmente no sólo se exponen en templos y en lienzos en las casas reales.

      En la actualidad se exponen en la televisión, en la prensa, en el cine, en marcas corporativas, en los logos de ONG, etc.
      El culto a Horus y a los “dioses” domina los medios de comunicación, sólo debes fijarte.

      ¿De verdad creen que el entramado capitalista/consumista se nutra de estos símbolos es mera casualidad?

      “Yo os advierto sobre él, pues no hubo Profeta que no advirtiera
      a su gente sobre él. Núh (Noé) advirtió a su gente sobre él.

      Pero yo os diré algo que ningún Profeta le ha dicho alguna vez a su gente.
      Vosotros debéis saber que él es tuerto, pero Allah (Dios) no es tuerto”

      – Mohammed –

  1. O script para o câmbio está

    O script para o câmbio está dado até final de outubro pelo menos: contínua volaorização como medida populista para comprar uma população consumidora de importados. Depois é que vamos ver como vai ser. Caso o ambiente político degrade, uma nova desvalorização será possível, da mesma maneira que Temer pode, mesmo se solidificando como presidente, optar por uma volta a um patamar mais realista de câmbio para a indústria. Continuar nessa trajetória de valorização contínua é suicídio.

  2. A medida UNIVERSAL da escola

    A medida UNIVERSAL da escola classica aos neokeynesianos para sair de uma recessão brutal, vou repetir,

    A RECEITA ORTODOXA e a RECEITA HETERODOXA, as duas escolas concordam que para sair de uma recessão

    é preciso DESVAROLIZAR A MOEDA, a equipe Meirelles – Goldfajn está fazendo exatamente o contrario.

    A VALORIZAÇÃO DO REAL atinge em cheio o melhor segmento da economia nacional, o agro pecuario, desistimulando

    toda a cadeia produtiva. Tudo isso para AGRADAR OS RENTISTAS, dos quais Meirelles e Goldfajn são os melhores

    porta vozes, os dois passaram toda sua vida do lado do rentismo e não tem nenhuma ligação com a economia produtiva.

    O setor de turismo para a Florida está comemorando, voltaram as vendas de pacotes para a Disney, a maioria dos compradores evidentemente são aqueles que tem renda assegurada, rentistas e funcionarios do Estado, vamos novamente prejudicar o turismo interno e gastar dolares com bugiganfas.

  3. Estamos com grande número de

    Estamos com grande número de privatizações a vista. Para o governo poder realizar bons negócios tirando o povo* da penúria, precisa incentivar a queda dos valores das ações, e o câmbio, US$ 1,00 por R$ 2,00. Leilão é um bom negócio, nem lavajato pega.  

    povo = membros do governo golpista. 

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome