Em maio, produção da indústria brasileira subiu 0,8%

industria_-_vw_divulgacao.jpg

Foto: VW/Divulgação

Jornal GGN – Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a produção industrial no Brasil teve crescimento de 0,8% em maio frente a abril, na série livre de influências sazonais. Este é a segunda elevação na produção da indústria brasileira, que cresceu 1,1% em abril. 
 
No acumulado dos dois últimos meses, a indústria teve expansão de 1,9%, compensando a queda de 1,6% registrado no mês de março. Na comparação com maio de 2016, a indústria teve avanço de 4%, o maior crescimento acumulado para o total da indústria desde o índice registrado em fevereiro de 2014, de 4,8%. 
 
A Pesquisa Industrial Mensal Produção Física – Brasil (PIM-PF) também aponta que a taxa acumulada nos cinco primeiros meses do ano ficou em 0,5%, enquanto o acumulado dos últimos 12 meses registra queda de 2,4%.

 
Segundo a agência Reuters, o resultado de maio ficou acima da expectativa dos economistas, que esperavam um aumento de 0,6% na comparação mensal. 
 
“Houve um perfil disseminado de aumento da produção, mas ainda estamos longe de recuperar o que se perdeu”, disse André Macedo, economista do IBGE. 
 
“É importante lembrar que até maio as coisas iam bem para a indústria, mas a pesquisa não captou ainda esse momento conturbado do país que se agravou em junho”, afirmou o economista, se referindo à piora da crise política causada pela delação dos executivos da JBS. 
 
Entre os 24 ramos pesquisados, 17 deles tiveram aumento de produção. A maior influência positiva foi nos  veículos automotores, reboques e carrocerias, com alta de 9%, devido em grande parte à maior fabricação de automóveis e caminhões. 
 
Assine

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora