Leilão de Hidrelétricas viabiliza a construção de sete usinas com 809 MW

 

http://www.epe.gov.br/imprensa/PressReleases/20100730_1.pdf

São Paulo, 30/07/2010, NFORME À IMPRENSA. Leilão de Hidrelétricas A-5/2010
Leilão de Hidrelétricas viabiliza a construção de sete usinas com 809 MW

O Leilão de Energia para Fonte Hidrelétrica A-5/2010, realizado nesta sexta-feira
(30/07) pelo Governo Federal, viabilizou a contratação de sete usinas, sendo três de
médio porte e quatro pequenas centrais hidrelétricas (PCHs), totalizando potência
instalada de 808,9 MW. O volume de energia negociado no certame ficou em 327 MW
médios, a um preço médio de venda de R$ 99,48 por MWh. O investimento na construção
das hidrelétricas é estimado R$ 3,2 bilhões.

Participaram como compradores 27 distribuidoras de energia elétrica. Elas assinarão
contratos de compra e venda de energia de 30 anos de duração, válidos a partir de 2015
– quando os projetos entrarão em operação –, com os empreendedores dos projetos. O
volume financeiro desses contratos chegará a R$ 8,5 bilhões no período. Veja abaixo o
resultado geral do Leilão de Hidrelétricas A-5/2010

Na avaliação do presidente da Empresa de Pesquisa Energética – EPE, Mauricio
Tolmasquim, o resultado do leilão é positivo, pois mostra que o investimento na
construção de usinas hidrelétricas é atraente para o capital privado (majoritário entre os
investidores) a um preço interessante para o consumidor final.
“Além de importante para a segurança do sistema elétrico e para a manutenção do
grande percentual de renovabilidade da matriz energética, a expansão hidrelétrica é um
investimento interessante para o investidor privado. Vamos continuar trabalhando para
viabilizar outras hidrelétricas no leilão do final do ano”, disse Tolmasquim.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome