Governo quer que bancos reduzam juros do cheque especial

 
Jornal GGN – Após pressionar pela redução dos juros no cartão de crédito, agora o governo federal pretende exigir mudanças das taxas de cheque especial, que hoje está em 328,6% ao ano.
 
A Federação Brasileira dos Bancos (Febraban) criou um grupo de trabalho para analisar propostas para reduzir o cheque especial, que tem a segunda taxa mais cara do mercado financeiro. Ela fica atrás somente do rotativo, atualmente em 484,6% ao ano. 
 
Segundo a Folha de S. Paulo, a Febraban procura,  de maneira sigilosa,  alternativas que não impactem a rentabilidade de seus associados. 

 
 
Com as altas taxas, o cheque especial gera ganhos elevados mesmo que os bancos tenham que separar mais fundos para cobrir calotes. No cheque especial, a inadimplência chega a 17%, muito acima dos 6% de todos os empréstimos para pessoa física. 
 
Em novembro do ano passado, o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, participou de um almoço na Febraban no qual reclamou que os bancos estavam embolsando a diferença com a queda da taxa Selic. 
 
Desde outubro, o Banco Central vem corte a taxa básica de juros, que saiu de 14,25% no ano passado para os atuais 13%. Na Febraban, Meirelles ressaltou que houve diminuição no endividamento, mas que não ocorreram mudanças no comprometimento da renda das famílias com o serviço da dívida. “A queda da Selic foi contrabalançada pelo aumento do spread”, disse. 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

5 comentários

  1. O que esses carniceiros do capital, agiotas legalizados…

    Cobram de juros de suas vítimas em um mês é o que normalmente os bancos cobram de juros ao ano nos países centrais. Gostaria que alguns deles experimentassem cobrar esse achaque de seus clientes nos EUA, Europa, Japão, etc.

  2. Henrique Meirelles e o mundo da fantasia

    Acho, mas só acho, que o ministro da Fazenda deveria, sabe, de vez em quando, visitar o mundo real.

    Porque só quem está completamente alienado de como a coisa funciona no Brasil reclama que “a queda da Selic foi contrabalançada pelo aumento do spread”, em vez de saber que este é o comportamento esperado.

    Porque, via de regra, o capitalista brasileiro transforma qualquer queda de preço de insumo, de imposto etc etc etc em… mais margem de lucro. E só quem está completamente fora da realidade ainda não entendeu isso.

  3. É mais fácil  ter sucueos se

    É mais fácil  ter sucueos se pedir aos narcotraficantes para diminurem a quantidade de drogas que importa. Um vez que os piores assaltantes finaceiro estão legarilizado e,  portanto, tem toda cobertura  jurídica para cobrar o quanto quiser, obviament , fruto de lesgisladores corruptos que tiveram suas campanhas financiadas pelo nojeira corrupta, vão aumentar mais ou derrubar esse  governo capenga

      

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome