Guedes aposta em ajuste fiscal para deixar legado no governo

Ministro da Economia não deve deixar o cargo após interferências de Bolsonaro na Petrobras por desejar cravar nome no controle das contas

Foto: ABr

Jornal GGN – O futuro do ministro da Economia, Paulo Guedes, está diretamente ligado à votação das medidas de ajuste fiscal no Congresso Nacional.

Guedes não deve sair do cargo após a derrota na negociação que levou à troca de comando na Petrobras, mas a votação das propostas para controle das contas é decisiva para que ele continue no posto.

Segundo o jornal O Globo, Guedes quer deixar como legado um arcabouço que impeça o avanço dos gastos públicos de forma desenfreada, e é justamente isso que o mantém como ministro mesmo com os desfalques em sua equipe e a falta de perspectivas quanto ao liberalismo de seu projeto.

A expectativa é que Guedes se manifeste sobre a troca de comando na Petrobras na próxima segunda-feira. Outro ponto que deve afetar o processo é o andamento da prorrogação do auxílio emergencial pelo Poder Executivo.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora