Guedes chama Olavo de “líder da revolução”, durante jantar em Washington

O ministro da Justiça, Sérgio Moro, também participou do encontro em um movimento para se aproximar de Olavo de Carvalho após o caso Ilona Szabó.

Jornal GGN – “Você é o líder da revolução”, disse o ministro da Economia Paulo Guedes para o escritor Olavo de Carvalho, durante um jantar oferecido neste domingo (17) na casa do embaixador brasileiro, Sérgio Amaral, ao presidente Jair Bolsonaro, em Washington. Guedes se referiu a importância de Olavo para a divulgação das ideias liberais no Brasil.

Também estavam presentes no encontro o ministro da Justiça, Sérgio Moro, que aproveitou para se aproximar do escritor após o clima pesado gerado com a indicação da especialista Ilona Szabó como suplente no Conselho Nacional de Política Criminal e Penitenciária. Logo depois de anunciar o nome da pesquisadora, Moro cedeu ao ataque às redes sociais de seguidores de Olavo e retirou o convite.

Segundo informações do jornal O Globo, uma fonte que estava presente no jantar disse que Olavo “encantou a todos”. Um outro participante do encontro afirmou ao jornal que o escritor causou boa impressão nos convidados. Mas, o ponto alto foi quando Guedes falou sobre as perspectivas de crescimento econômico, se a reforma da Previdência for aprovada.

Na noite anterior ao jantar, sábado (16), Olavo de Carvalho usou suas redes sociais para afirmar que Bolsonaro está de mãos amarradas por militares com “mentalidade golpista”, ele ainda chamou esse grupo, associado a mídia oposicionista, de “bando de cagões” e advertiu que o governo precisa realizar mudanças para não acabar em seis meses.

Para não quebrar o costume, o presidente Bolsonaro não falou muito no jantar, apenas fez declarações diplomáticas para agradecer a recepção do embaixador Sérgio Amaral e os demais convidados.

*Com informações do O Globo

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

8 comentários

  1. Será que o amigo do inimigo do “Idiota” Hamilton Mourão é seu amigo?

    Explicando: O Olavão do Caralho afirmou que o Hamilton Mourão é idiota. O Paulo Guedes e o $érgio Moro são amigos do do Olavão do Caralho. Será que o Idiota Hamilton Mourão é amigo do Paulo Guedes e do $érgio Mouro?

  2. Se Olavo é o herói e líder de Guedes, fico imaginando o cabedal intelectual e cultural de Guedes. Depois de muito refletir, eu continuo imaginando sem conseguir uma imagem clara. Que ele não entende nada de país, eu já sabia, de economia também, afinal seus conhecimentos se resumem a zerar uma das colunas da planilha. Sem duvida ele sabe que fazer uma reforma da previdência e atacar as universidades vão trazer um monte de dinheiro para os seus fundos de pensão e seu fundo de investimentos em educação. Mas como ele mesmo diz o setor produtivo que se dane, os aposentados que se danem. A pesquisa e produção de conhecimento que se dane a agricultura que se dane o país que se dane. E demonstra não saber inglês, pois o correto seria : “Olavo is the leader of involution”

  3. Por favor, chamar Olavo de Carvalho de escritor é um descalabro. Ofende a todos os escritores. Ele é no máximo um mau astrólogo.

  4. Mas, com certeza, pagamos pelo regabofe, talvez, até, pelas despesas de locomoção do “líder”. País de merrecas é isto: um imbecil como “líder”; outro cretino como “seguidor do líder”; a idiotia generalizada como “avassaladores do líder”. E o país, ó, na maior merda-mentirosa.

  5. Agora padronizaram e unificaram as múltiplas caracterizações do astrólogo que duvida do heliocentrismo como”escritor”.
    Notem que eu também sou…
    Afinal, acabei de escrever, pois não?

  6. Conseguir EMPODERAR IMBECIS para manter controle é uma tática histórica dos imperialistas desde sempre, pois muito além de suas capacidades, eles obedecem deslumbrados e não causam maiores riscos.
    Vejam por ex. o atual governo eleito através deles, a “task-force” LavaJato, o STF de Barrosos, Fuxes e quetais, os comerdaristas da grande mídia, os “empresários” de juros e importação da China, o legislativo ridicularizado internacionalmente (conseguimos piorá-lo em 2018!), etc.
    Nós braZileiros somos controlados por imbecis terceirizados…
    Quando Roma, para dominar os hunos, resolveu empoderar Atila, que NÃO era um imbecil, deu no que deu.
    Será que um dia conseguiremos retroagir ao século V?
    Bem, pelo menos estamos caminhando para lá…

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome