Inadimplência do consumidor subiu 4% em julho

 

Jornal GGN – A inadimplência do consumidor registrou alta de 4% em julho, em relação a junho, segundo levantamento divulgado hoje (12) pela Serasa Experian. Na comparação com julho de 2013, houve alta de 11%. No acumulado de janeiro a julho, a inadimplência subiu 0,6% em relação ao mesmo período do ano passado.

Os protestos de cheques foram os principais responsáveis pelo avanço do indicador, que registrou variação de 21,2%. Os sem fundos subiram 11,6% e as dívidas não bancárias (de cartões de crédito, financeiras, lojas, contas de telefone, energia elétrica e água) tiveram avanço de 6,1%. A inadimplência com os bancos cresceu 0,3%.
 
O valor médio das dívidas com os bancos teve queda de 6,8% nos primeiros sete meses deste ano, na comparação com o mesmo período em 2013. A inadimplência não bancária, os cheques sem fundos e os títulos protestados tiveram alta de 14,1%, 4,6% e 3,1%, respectivamente.
 
Segundo a Serasa, os juros altos, inflação e enfraquecimento do mercado de trabalho têm levado ao quadro de elevação moderada da inadimplência.“O fim dos feriados e paralisações, que predominaram em junho durante a primeira fase da Copa do Mundo, também impactaram o resultado da inadimplência em julho, especialmente os cheques devolvidos e títulos protestados.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

1 comentário

  1. Mais uma manchete enganosa

    Nenhum indicador econômico do periodo de junho/julho pode ser tomado isoladamente, pelo efeito Copa, como se constata no próprio corpo da notícia.

    Tanto que no acumulado do primeiro semestre como um todo o aumento foi de apenas 0,6%, estável na prática.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome