IPC-S avança em seis capitais em outubro

Jornal GGN – A inflação medida pelo Índice de Preços ao Consumidor Semanal (IPC-S) cresceu em seis das sete capitais pesquisadas pela Fundação Getulio Vargas (FGV), em outubro deste ano. A maior alta foi observada em Salvador: 0,48 ponto percentual, passando de 0,3% em setembro para 0,78% em outubro. O índice geral 31 de outubro de 2015 registrou variação de 0,76%, 0,09 ponto percentual (p.p.) acima da taxa divulgada na última apuração.

De acordo com os dados divulgados pela FGV, quatro das oito classes de despesa componentes do índice de inflação na capital baiana apresentaram aceleração em suas taxas, entre as quais se destacam os grupos: Transportes e Habitação, cujas taxas passaram de 1,20% para 1,69%, e de 1,63% para 1,71%, respectivamente.

A segunda maior alta foi em Belo Horizonte (0,45 ponto percentual, ao passar de 0,27% para 0,72%). Outra cidade que teve alta superior à média nacional de 0,35 ponto percentual foi São Paulo (0,38 ponto percentual, ao passar de 0,37% para 0,75%).

As demais cidades tiveram as seguintes altas: Porto Alegre (0,34 ponto percentual, ao passar de 0,56% para 0,9%), Rio de Janeiro (0,31 ponto percentual, ao passar de 0,15% para 0,46%) e Recife (0,09 ponto percentual, ao passar de 0,41% para 0,5%).

A única cidade em que a inflação perdeu força no período foi Brasília, onde o indicador registrou variação de 1,46%, 0,33 ponto abaixo do total divulgado na terceira semana de outubro, que foi de 1,79%. Três das oito classes de despesa componentes do índice apresentaram desaceleração em suas taxas de variação, entre as quais se destacam os grupos Transportes e Vestuário, cujas taxas passaram de 7,58% para 5,49%, e de 0,81% para 0,15%, respectivamente.

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora