GGN

Maílson e a Inglaterra

Participei agora de manhã de um debate com o ex-Ministro Maílson da Nóbrega, em um encontro do setor imobiliário. Bom, discordei de quase tudo o que Maílson disse. Especialmente quando, num rasgo de otimismo, sustentou que o Brasil está chegando ao padrão da Inglaterra no século 18, quando criou instituições que reduziram o poder de arbítrio do rei. E foi esse modelo que permitiu que ela se tornasse potência no século 19.

É a tática das análises seletivas. É evidente que o institucionalismo ajudou. Mas a Inglaterra se tornou potência com um protecionismo escancarado à produção local, antes de se tornar potência industrial. Depois, através do controle do comércio marítimo, da prática escancarada do subfaturamento da exportações e do contrabando. Finalmente, depois que se tornou potência, da articulação do grande capital em torno de Bancos Centrais europeus e do predomínio ideológico sobre países mais fracos.

Não se pode reduzir todo o sucesso inglês a um ângulo apenas. Uai!

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

Sair da versão mobile