Mantega e as críticas do BNDES

Do Terra

Mantega rebate críticas de revista britânica ao BNDES

O ministro da Fazenda, Guido Mantega, respondeu nesta sexta-feira às críticas da revista britânica The Economist, que afirmou que faltava transparência ao Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). Depois de participar de um evento na Casa da Moeda, Mantega disse que existe “perfeita transparência” no BNDES e que, inclusive, o Brasil é um dos países que tem as contas mais transparentes do mundo.

“Isto é uma crítica infundada, porque o BNDES apresenta relatórios. É claro que ele não pode dizer para quem ele emprestou exatamente, porque nenhum banco faz isso. Você tem que manter restritas certas informações. Mas ele (o BNDES), mensalmente, apresenta os dados sobre os setores que ele financiou, qual foi o volume de recursos. Nós revelamos qual é o subsídio que o Tesouro dá ao BNDES. De modo que há perfeita transparência das contas brasileiras”, rebateu.

O ministro comentou também as críticas recentes feitas à política de financiamento do BNDES. Segundo Mantega, o banco foi um dos principais instrumentos utilizados pelo governo brasileiro para superar a crise financeira internacional.

“Emprestamos ao BNDES cerca de R$ 200 bilhões, que o BNDES repassou, para investimentos, ao setor privado. O setor privado só conseguiu reagir rapidamente à crise no que diz respeito a investimentos graças a esse recurso. Recurso esse com taxas de juros melhores, mais baixas e mais competitivas do mundo. É bom não esquecer que o Brasil ainda tem taxas de juros mais altas do que o resto do mundo. Então, para sermos competitivos, temos que ter taxas de juros mais baixas. Só o BNDES tem dado financiamento de longo prazo com taxas de juros menores”, afirmou.

http://economia.terra.com.br/noticias/noticia.aspx?idNoticia=201008061812_ABR_79198770&idtel= 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome