O Conselho de Economistas de Lula

Avança a idéia de um Conselho de Economistas assessorando Lula, na eventualidade de um segundo governo. Delfim Netto seria o coordenador. Há uma articulação sobre um nome de respeito que possa substituir Henrique Meirelles na presidência do Banco Central. Um dos nomes cogitados é o do ex-presidente do Banco Centra Fernão Bracher – que mencionei dias atrás, aliás, como o melhor nome para o cargo com quem poderia contar qualquer governo.

Há avaliações sobre as relações de Bracher com a antiga equipe de Dílson Funaro e com Delfim. Pelo que sei, são relações civilizadas, já que todos estavam na mesma trincheira de criticar os erros absurdos da política cambial do governo FHC e, agora, do governo Lula.

No círculo próximo a Lula, considerava-se que o clima de desarmamento estava caminhando bem, inclusive junto a José Serra. Mas a carta-bomba de FHC antecipou a disputa de 2010. Agora, o escândalo do dossiê dos Vedoins esgarçou ainda mais a relação, embora Lula tenha se posicionado bem, segundo esses setores.

Também se sonha que nesse Conselho de Economistas esteja o economista Yoahiski Nakano, já que a idéia seria conferir ao conselho um caráter ecumênico e diversificado, a exemplo de outros países.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora