O novo modelo

A discussão econômica continua presa a dois paradigmas superados: o modelo desenvolvimentista que se esgotou nos anos 80; e o chamado modelo neoliberal, de políticas públicas passivas, que se iniciou em 1994.

Já existe massa crítica de diagnósticos para que se dê um salto nessa dicotomia. Conto com a contribuição de vocês para sugerir temas ou interpretações.

Indústria nacional
Desenvolvimentismo: Protecionismo

Neoliberalismo: Abertura e apreciação cambial

Novo Modelo: Criação de um ambiente competitivo, com câmbio favorável.

Estado Nacional
Desenvolvimentismo: Estatização ampla

Neoliberalismo: Estado mínimo

Novo Modelo: Estado Gerencial

Responsabilidade Fiscal
Desenvolvimentismo: Sem regras

Neoliberalismo: Metas quantitativas de déficit

Novo Modelo: Acompanhamento qualitativo das despesas

Políticas Sociais
Desenvolvimentismo: Paternalistas

Neoliberalismo: Impessoais, mas sem escala

Novo Modelo: Com escala e com indicadores

Capital externo
Desenvolvimentismo: Restrições

Neoliberalismo: Abertura incondicional

Novo Modelo: Ênfase no capital produtivo e na transferência de tecnologia.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora