O rebaixamento do Brasil

O rebaixamento do “rating” do Brasil pela Goldman Sachs, no grupo dos BRICs é mais uma prova de que o crescimento entrou na ordem do dia dos bancos de investimento e agências de risco.

A partir de ontem, o “rating” do Brasil passa a ser inferior aos da China, Rússia e Índia.

Porque não caiu antes, se há doze anos a economia está estagnada? Simplesmente porque os bancos e agências de risco analisam as economias nacionais sob o prisma dos investidores. Com juros altos, e garantia de pagamento, o Brasil era bem avaliado.

Agora que os juros vão cair inexoravelmente, em função da falta de álibis do Banco Central, as alternativas de investimento vão para a economia real. E cadê o crescimento?

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome