Os fundos “abutre”

Nos Estados Unidos, são conhecidos como “fundos abutres” aqueles fundos que gostam de carniça -comprar empresas quebradas ou papéis que viraram pó, apostando em alguma recuperação de valor. São ousados, buscam margens ultra-elevadas de retorno. É o caso do Ashmore, fundo londrino que comprou bônus de empresas privadas argentinas no auge da moratória. Da CIESA, holding controladora do maior gasoduto da Argentina, eles compraram 250 milhões de dólares de bônus por 65 milhões. Agora o Ashmore acaba de comprar a massa falida da Enron, por US$ 2,9 bilhões. Junto, entrou a Elektro, terceira empresa elétrica do Estado de São Paulo.

O Fundo Matlin Petterson, que adquiriu a VariLog pertence a essa família dos “fundos abutre”, e é dos maiores e dos mais audaciosos.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome