Os importados

Os importados
Estudos do Instituto de Economia da Universidade Federal do Rio de Janeiro mostram que de cada 1% de aumento da produção anual de bens de consume duráveis (veículos, materiais eletrônicos, equipamentos de transporte e móveis), a importação para esses setores aumenta 2,33%. Mesmo em bens intermediários, para cada 1% de aumento de produção, a importação aumenta 1,61%. É desindustrialização na veia.

Recentemente mencionei aqui o fato dos moinhos brasileiros estarem se transformando em meros empacotadores da farinha argentina. Em dezembro, a exportação argentina equivaleu a 10% da produção brasileira. Agora o MDIC (Ministério do Desenvolvimento Indústria e Comércio Exterior) vai reagir. Primeiro, tentará negociações bilaterais. Não dando certo, apelará para a OMC.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora