fbpx
domingo, julho 12, 2020
  • Carregando...
    Início Economia

    Economia

    Déficits, dívidas e deflação após a pandemia, por Michael Roberts

    Globalmente, o FMI prevê que os déficits orçamentários do governo geral (ou seja, onde as receitas fiscais ficam aquém dos gastos do governo) atingirão 10% do PIB em 2020, acima dos 3,7% em 2019.

    Sem vacina, a guerra contra o Covid 19 se arrastará por todo o ano

    Assim, caso não surja nenhuma vacina nova nos próximos meses, o isolamento se estenderá pelo segundo semestre.

    Paulo Guedes, coautor do desastre, por Paulo Nogueira Batista Jr.

    São muitas as contribuições do ministério da Economia ao rebaixamento do Brasil. Não só na área econômica doméstica, mas também – aspecto menos notado – na área internacional.

    Brasil entrou em recessão no primeiro trimestre de 2020, aponta FGV

    Devido aos efeitos da pandemia, o mercado projeto que a queda no segundo semestre será de quase 10%

    Guerras comerciais são lutas de classe – parte II: desequilíbrios globais? Por Michael Roberts

    Políticas que geram alta desigualdade e poupança privada excessiva devem terminar para restaurar a estabilidade econômica.

    O Brasil no mundo, no meio da pandemia

    E destacam o quanto esse posicionamento representa uma ruptura em relação às posições históricas do país no mundo e diante das pandemias.

    Os economistas iluministas e a hipocrisia fiscal, por Luis Nassif

    Sem uma forma de justificar as iniquidades fiscais, eles teriam que deixar os holofotes dos cargos políticos, dos convites para palestras para públicos leigos e levar a disputa para o terreno pedregoso dos trabalhos acadêmicos aprofundados.

    Caso Vicentin: expropriação “comunista” ou embargo liberal?, por Camila Koenigstein

    La grieta (divisão) é a expressão que melhor define a atual situação do presidente da Argentina, Alberto Fernández, dentro do próprio partido

    Juros de cheque especial e cartão de crédito irão para votação no Senado

    Projeto busca reduzir taxas para patamar de 30% ao ano; Febraban trabalha contra iniciativa e diz que medida prejudicará economia

    Cinco perguntas para a economista Hildete Pereira de Melo

    Desde 1972 é professora da Faculdade de Economia da Universidade Federal Fluminense. Tem experiência na área de Economia, com ênfase nos seguintes temas: gênero, mercado de trabalho, desenvolvimento econômico e economia fluminense.

    FMI: América Latina terá maior recessão da história

    Região se tornou epicentro da pandemia do coronavírus, o que vai contribuir para a queda de 9,4% do PIB regional; cenário futuro é de incerteza

    Novo calendário evidencia intermitência do auxílio emergencial

    Mais 1,1 milhão de pessoas poderão receber recursos, mas movimentação do dinheiro nas contas só poderá ser feito entre os meses de julho e setembro

    Mais um teto capenga sobre a nossa cabeça, por André Roncaglia

    Em mais um terraplanismo econômico semanal, Guedes soma a carga tributária ao déficit fiscal para mostrar como o Estado brasileiro é pesado. Esta nova contabilidade criativa é mais uma falácia de uma equipe econômica comprometida com o emagrecimento intransigente do Estado.

    Estrangeiros colocam investimento no Brasil em risco

    Em entrevista, gestor norueguês afirma que políticas ambientais do governo Bolsonaro tomaram rumo errado e reverteram ganhos passados

    Desemprego chega a ser três vezes maior do que o número oficial, por Lauro...

    Uma leitura mais cautelosa dos resultados da PNAD Covid-19, que o IBGE classifica como uma “pesquisa experimental” e de resultados não comparáveis com a PNAD tradicional, mostra um desemprego 3,6 vezes maior em todo o País

    O fiasco econômico de Augusto Pinochet, por Luiz Alberto Marques Vieira Filho

    A estratégia econômica da ditadura chilena consistiu na rápida e violenta redução das excessivas tarifas alfandegárias e não-alfandegárias às importações e abertura financeira para capitais externos.

    “Mito de que dinheiro tinha acabado está sendo desfeito”, diz Laura Carvalho sobre papel...

    “A recuperação da economia depende da solução daquilo que originou a crise, que é a pandemia, que é o contágio pelo vírus", diz a economista

    Nova Lei do Saneamento permitiu passar a boiada da privatização da água, por Luis...

    Nas próximas décadas, a água será a mais importante commodity do planeta. O Brasil possui água em abundância, aquíferos, rios. É um bem público. Por isso não pode ser propriedade nem de estados, municípios, menos ainda de empresas privadas.

    FMI piora prognóstico econômico para o Brasil em 2020

    Estimativa aponta contração de 9,1% para o PIB por conta do coronavírus; recuperação em 2021 será igualmente enfraquecida

    Como Superar Grande Depressão Deflacionária, por Fernando Nogueira da Costa

    Endividamento é mais uma questão de trajetória ou ritmo de crescimento, financiado por expansão da renda, em vez de ser problema de patamar. O problema aparece quando a economia fica rastejante, estagnada e ou deprimida. E o governo inerte nada faz a respeito em sua sanha de privatização para reduzir o Estado ao mínimo.

    Mais comentados

    Últimas notícias