Painel do dia

Taxa de desemprego da Espanha dispara 17%

A taxa de desemprego da Espanha atingiu 17,4% no final de março, mostram os números, com o desemprego total se duplicando nos últimos 12 meses. No ano passado, dois milhões de pessoas perderam seus empregos, levando o total de desempregados para mais de quatro milhões. O Banco da Espanha previu recentemente que a taxa de desemprego atingirá 19,4% em 2010, com o agravamento da recessão. “É um número terrível”, disse à televisão estatal Octavio Granado, secretário de Estado da Segurança Social. Ele também disse que o primeiro trimestre de qualquer ano é tradicionalmente ruim para os empregos, e que 2009 é esperado como o pior período da desaceleração econômica. “Assim, estamos no epicentro da crise. Estamos no olho da tempestade perfeita”, disse ele. O Instituto Nacional de Estatística da Espanha disse que a taxa de desemprego no final do primeiro trimestre subiu 3,45 pontos percentuais a partir do final de 2008.

Clique aqui


Ministra espanhola fala em retomada dos empregos


A nova ministra da Economia da Espanha, Elena Salgado, teve a pior estréia possível: anunciar que a Espanha alcançou, entre janeiro e março, o maior número de desempregados na sua história, de acordo com a Pesquisa de Força de Trabalho (EPA, na sigla em espanhol) do primeiro trimestre. No entanto, embora reconhecendo que esses dados foram “ruins e piores do que o esperado”, manteve a previsão do Executivo de que os dados deste mês mostram uma “virada” na tendência decrescente do emprego. Além disso, afirmou que, por mais que aumentem os desempregados, o governo vai “cobrir todos os benefícios”.

Clique aqui


Economia britânica tem maior queda desde 1979

A economia do Reino Unido sofreu no primeiro trimestre mais do que os economistas previam, na maior contração desde o governo de Margaret Thatcher, em 1979. O PIB caiu 1,9% desde os três meses finais de 2008, com a indústria de transformação e serviços registrando quedas recordes, afirmou hoje em Londres o Escritório Nacional de Estatísticas. A mediana de previsões da pesquisa da Bloomberg News era de recuo de 1,5%. No ano, o PIB caiu 4,1%.

Clique aqui


Banco Mundial acusa G20 de bloquear comércio global

O Banco Mundial acusa os EUA e União Européia (UE) de realizar ou planejar medidas protecionistas, apesar da recente promessa de não fazê-lo. Os comentários vêm três semanas após o G20, grupo de países desenvolvidos e principais emergentes, concordarem com novas reduções das barreiras comerciais. Apesar dessa promessa, o Banco Mundial publicou uma lista de todas as novas medidas protecionistas que encontrou. Japão, Coreia do Sul, Rússia, Índia, Argentina e Brasil estavam realizando movimentos semelhantes.

Clique aqui


Maior corretora japonesa tem prejuízo de US$ 7,2 bilhões

A Nomura Holdings divulgou na sexta-feira o maior prejuízo anual da sua história, lançando uma cortina de fumaça sobre o que foi uma ousada e arriscada tentativa de criar uma franquia mundial. A Nomura, maior corretora do Japão, surpreendeu a cena global de investimentos bancários no ano passado ao comprar partes do banco norte-americano Lehman Brothers na Ásia, Europa e Oriente Médio por cerca de US$ 2 bilhões. Os custos da aquisição no negócio e perdas extensivas levaram a um prejuízo líquido de 709 bilhões de ienes, ou US$ 7,2 bilhões, no ano encerrado em 31 de março, informou a corretora.

Clique aqui


Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome