Painel do dia

Seguradoras vão receber ajuda do governo dos EUA

Pelo menos quatro seguradoras dos Estados Unidos obtiveram aprovação na quinta-feira para levantar bilhões de dólares através do plano de resgate aos bancos do governo, disse o Departamento do Tesouro. A Hartford Financial, quarta maior seguradora e caracterizada por preocupações sobre o seu capital, tem aprovação preliminar para levantar US$ 3,4 bilhões através do Programa de Alívio de Ativos Problemáticos, conhecido como TARP (sigla em inglês). As três outras seguradoras que também tiveram sinal verde foram a Prudential Financial, Lincoln National, bem como o Principal Financial Group, disse um porta-voz do Tesouro. O Wall Street Journal relatou que a Allstate e a Ameriprise Financial também tinham sido incluídas.

Clique aqui


Economia da Eurozona recua 2,5%

As economias dos 16 países que compõem a Zona do Euro diminuíram 2,5% nos primeiros três meses de 2009, disse a Eurostat, agência de estatísticas da União Europeia (UE). Os analistas tinham previsto uma queda de apenas 2%. A queda acentuada das exportações alemãs foi um fator essencial para o declínio. Por sua vez, a economia alemã sofreu a maior contração desde a reunificação (1990), caindo 3,8% no primeiro trimestre. A Eurostat também disse que a inflação de preços ao consumidor na Eurozona manteve-se estável em 0,6% em abril. O PIB do bloco caiu 4,6% na comparação com o ano anterior, e 2,5% em toda a UE. Cerca de 60% das exportações do Reino Unido vão para os 27 países da UE.

Clique aqui


Turquia corta taxa básica para 9,25%

O banco central da Turquia cortou a principal taxa de juro de 9,75% para 9,25% ao ano, empurrando os custos oficiais de empréstimos para abaixo de países membros da União Europeia como Romênia e Hungria. O último corte de taxa acumula uma redução de 7,5 pontos percentuais desde novembro.

Clique aqui


Mercado de carros encolhe na Europa

O licenciamento de carros novos europeus continuou a cair no mês passado, declinando 12% em relação a um ano antes, embora os incentivos governamentais para a compras em vários mercados tenham ajudado a amortecer a queda. A emissão de licenças, que espelha a venda de carros, chegou a 1,25 milhão de veículos em abril, marcando o 12 º mês consecutivo de diminuição da procura, afirmou a Associação de Fabricantes Europeus de Automóveis na quinta-feira.

Clique aqui


Investimento estrangeiro na China cai 22,5% em abril

O investimento estrangeiro direto na China caiu em abril pelo sétimo mês consecutivo, com as empresas retrocedendo em meio à crise financeira mundial, disse o Ministério do Comércio nesta sexta-feira. O ministério informou que o investimento direto estrangeiro na China totalizou US$ 5,89 bilhões em abril, 22,5% abaixo do registrado um ano antes. Nessa comparação, o declínio foi de 9,5% em março. O montante de investimento estrangeiro direto janeiro-abril caiu 21%, para US$ 27,7 bilhões, enquanto as empresas cancelaram ou adiaram gastos em fábricas e outros bens devido ao enfraquecimento das condições financeiras e de comércio. O número de abril foi um pouco distorcido pelo elevado nível de investimento em abril de 2008, quando tais compromissos saltaram quase 53% a partir de um ano antes. O prolongado declínio no investimento estrangeiro é o primeiro desde a crise financeira asiática do final dos anos 1990.

Clique aqui


Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora