Painel do dia

China amplia incentivos à exportação

O Conselho de Estado da China anunciou na quarta-feira medidas adicionais de políticas, que incluem a expansão do seguro de crédito à exportação, redução de impostos e mais estímulos financeiros, para ajudar os exportadores. A reunião foi presidida pelo premiê Wen Jiabao. O governo fornecerá um valor de US$ 84 bilhões em curto prazo em seguro de crédito à exportação, para ajudar as sociedades comerciais a aumentar as exportações. As políticas fiscais preferenciais e redução de taxas irão principalmente para setores de mão-de-obra intensiva e de alta tecnologia, para proteger a participação de mercado mundial.

Clique aqui

Economía da zona euro melhora

ELPAIS.COM

A economia dos países da zona do euro mostrou “melhoria significativa”, em abril, de acordo com o instituto privado Conference Board. A entidade adverte, no entanto, que continuam sendo necessárias mais provas para confirmar se está iniciando uma recuperação. O índice compilado pelo Conference Board para a zona do euro (LEI, na sigla em inglês) subiu 1,8 pontos no mês passado, após duas quedas nos meses de fevereiro e março. Essa melhora ocorreu apesar das grandes retrações do indicador na Alemanha, França e Espanha. Neste sentido, a ministra da Economia da Espanha, Elena Salgado, tem insistido que a economia espanhola apresenta “brotos verdes“, porém “fracos” e, portanto, “têm que ser cuidados.

Clique aqui


OPEP mantém produção de petróleo

Os ministros de petróleo das 13 nações da Opep (Organização dos Países Exportadores de Petróleo) concordaram nesta quinta-feira em deixar a sua cota de produção inalterada, conforme esperado, disseram os veículos noticiosos. O preços futuros do petróleo testemunharam pouco movimento sobre a notícia. Os contratos de petróleo NYMEX para julho eram negociados em US$ 63,50 em ação recente, aumento de cinco centavos o dia. Mas a recente subida forte nos preços do petróleo provavelmente reforçou a decisão de manter a cota, disseram os economistas, especialmente porque alguns dos principais produtores de petróleo esperam que a recessão global atinja o fundo do poço nos próximos meses.
Clique aqui


Sem acordo, GM está mais perto da falência

Reuters

A montadora General Motors está prestes a protagonizar a maior falência de uma companhia industrial dos EUA, depois do fracasso de uma proposta crucial para troca de dívida, e ao passo que o destino da sua marca europeia, a Opel, permanece incerto, após a maratona de conversações com funcionários alemães terminar sem acordo. Ao mesmo tempo, a bancarrota da Chrysler enfrentou uma audiência chave, esperada para esclarecer a forma com que a Fiat assumiria o controle dos melhores ativos, de acordo com o cronograma de aprovação rápida estabelecido pela administração do presidente Barack Obama. Menos de um mês após ter recorrido ao capítulo 11 (da Lei de Falências dos EUA), a Chrysler está buscando aprovação para vender suas operações saudáveis à “Nova Chrysler”, de propriedade da Fiat, sindicato dos trabalhadores e dos governos canadense e estadunidense, em troca de US$ 2 bilhões pagos aos credores.

Clique aqui


Regulador alemão alertou sobre problemas no Hypo Real Estate

Need a Real Sponsor here

O órgão regulador de finanças da Alemanha alertou para graves problemas na financiadora de hipotecas Hypo Real Estate, seis meses antes que a instituição fosse resgatada pelo pacote maciço de ajuda. Entretanto, faltava poder ao regulador para agir e o governo ignorou as advertências, de acordo com documentos acessados pelo The Wall Street Journal. Os documentos – trazidos à luz como preparação para a comissão parlamentar de audições nesta quinta-feira, para analisar a atuação do governo no socorro do Hypo – são suscetíveis de serem usados politicamente nas eleições nacionais em setembro. Durante meses, a Alemanha discursou aos EUA e outros países sobre a necessidade de uma regulamentação mais rigorosa dos mercados financeiros.

Clique aqui


Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome