Painel internacional

Mercados subiram “muito breve, muito rápido”, diz Roubini

O professor da Universidade de Nova York Nouriel Roubini, que previu a crise financeira, disse que os mercados de ações e commodities podem se desvalorizar nos próximos meses, com o ritmo gradual da recuperação econômica desapontando os investidores. “Os mercados subiram muito, muito breve, muito rápido”, disse Roubini, em uma entrevista em Istambul no dia 3 de outubro. “Vejo o risco de uma correção, especialmente quando os mercados agora perceberem que a recuperação não será rápida e em forma de V, mas mais como um U. Isso poderia ser no quarto trimestre, ou no primeiro trimestre do próximo ano. As ações subiram em todo o mundo nos últimos seis meses, diante da evidência de que a economia está saindo de sua pior recessão desde 1930. O índice S&P 500 aumentou 51% depois de um ritmo baixo que vinha de 12 anos até março, enquanto que o índice Dow Jones Stoxx 600 da Europa avançou até 48%. A euforia contrasta com as advertências de políticos e investidores como o bilionário George Soros, que afirmou hoje que a recuperação econômica dos EUA será “muito lenta”.

Clique aqui

E mais:

FMI recomenda saída coordenada dos estímulos

A lenta recuperação dos EUA

A recuperação do setor de serviços britânico

Merecida vitória para o Rio e a América do Sul

FMI recomenda saída coordenada dos estímulos

Os ministros das Finanças do mundo encarregaram o Fundo Monetário Internacional no domingo de preparar orientações para garantir uma “saída ordenada e cooperativa” dos estímulos fiscal e monetário. Eles também instaram o FMI a examinar formas de fornecer garantias financeiras para as economias emergentes, de forma que elas não sintam a necessidade de construir vastas reservas de moeda estrangeira.

Clique aqui

A lenta recuperação dos EUA

O bilionário investidor George Soros disse que a recuperação econômica dos EUA será lenta, com as companhias financeiras “praticamente falidas”, e o impedimento dos consumidores endividados. “A recuperação dos EUA será muito lenta”, disse Soros em um painel de discussão, em Istambul, onde as reuniões anuais do Fundo Monetário Internacional e Banco Mundial começam amanhã. “Os Estados Unidos têm um longo caminho a percorrer”. As instituições financeiras nas Américas subscreveram ou perderam US$ 1,1 trilhão desde a crise financeira que começou há dois anos, enquanto a taxa de poupança dos EUA subiu para seu nível mais alto em 24 anos, ao mesmo tempo em que os consumidores se retraem. Soros sinalizou uma forte recuperação na Europa, visão em desacordo com o FMI.

Clique aqui

A recuperação do setor de serviços britânico

BBC NEWS

O setor de serviços do Reino Unido expandiu-se em sua mais rápida taxa nos dois anos até setembro, segundo o último levantamento dos gerentes de compras. O índice do setor subiu de 54,1 em agosto para 55,3 em setembro, de acordo com o Instituto Certificado de Compras e Fornecimento (CIPS, na sigla em inglês). Foi o quinto mês acima do nível de 50, o que indica expansão. (O desempenho dos setores de) Restaurantes, hotéis e empresas que prestam serviços a outras empresas foram particularmente fortes. A atividade caiu nos setores de transporte, armazenamento, comunicação e serviços pessoais.
Clique aqui

Merecida vitória para o Rio e a América do Sul

Depois de cuidadosa deliberação e muitos lobbies poderosos, o Comitê Olímpico Internacional (COI) finalmente escolheu o Rio de Janeiro como sede dos Jogos Olímpicos de 2016. Esta escolha não foi completamente inesperada, pois tanto o Rio como Chicago eram considerados favoritos depois de saírem na frente da avaliação técnica de setembro das quatro cidades candidatas finalistas, que também incluiu Tóquio e Madri. Por um tempo, a mídia internacional se concentrou nos esforços de lobby do presidente dos EUA Barack Obama, um cidadão de Chicago, que junto com sua esposa, a primeira-dama, Michelle Obama, pressionaram pessoalmente os delegados do COI em Copenhague para escolher Chicago. Apesar do carisma de Obama e o violento ataque da mídia internacional, os delegados ainda tiveram a coragem de fazer a escolha certa, optando pela metrópole sul-americana. O Rio é bem conhecido em todo o mundo, tanto por ser uma cidade importante e internacional, como o lar de celebridades internacionais como a lenda do futebol Pelé (sic), o famoso técnico da seleção nacional na Copa do Mundo, (Carlos) Alberto Parreira, o escritor Paulo Coelho e o ás do tênis Gustavo Kuerten. A seleção do Rio é nada menos que uma vitória histórica para o Brasil e toda a América do Sul. Afinal, será a primeira vez desde que os Jogos Olímpicos modernos começaram a ser realizados em 1896, que o evento será realizado no continente sul-americano.

Clique aqui


Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora