Painel internacional

Economias emergentes se reúnem na Rússia

New York Times

Os líderes de algumas das mais poderosas economias mundiais estão reunidos nesta terça-feira para discutir como exercer maior controle sobre o sistema financeiro mundial, enquanto dão os vacilantes primeiros passos em direção à recuperação. Nem os norte-americanos nem os europeus ocidentais estão no encontro. A primeira reunião de cúpula do chamado grupo BRIC – Brasil, Rússia, Índia e China – foi destinada a sublinhar a crescente força econômica destes quatro grandes países em desenvolvimento, e a exigência de maior voz no mundo. E a Rússia, anfitriã do grupo e provocadora ideológica, está especialmente interessada em utilizar o encontro para disparar um tiro endereçado a Washington. Com a reunião em curso, o presidente iraniano reeleito Mahmoud Ahmadinejad chegou para a reunião da Organização da Cooperação de Xangai, depois de ter adiado a sua visita em um dia. Ele foi saudado calorosamente pelo presidente da Rússia, Dmitri A. Medvedev.

Clique aqui



Banco da Espanha adverte que o desemprego vai persistir

ELPAIS.COM

A saída da crise não será um caminho fácil para a economia espanhola, e exigirá medidas dolorosas. Esta é a mensagem principal transmitida pelo presidente do Banco da Espanha, Miguel Angel Fernandez Ordonez, em seu discurso ao Conselho do BCE (Banco Central Europeu), no relatório anual publicado hoje. “É muito provável que o pico de contração na atividade já tenha sido ultrapassado”, disse Ordonez, mas “o processo de destruição de emprego pode continuar por algum tempo, e a taxa de desemprego ainda continua sua trajetória ascendente”.

Clique aqui

GM vende Saab para a sueca Koenigsegg

BBC NEWS

A montadora norte-americana General Motors alcançou uma tentativa de acordo para vender a sua unidade sueca Saab ao fabricante Koenigsegg. A GM disse que, como parte do acordo, haveria US$ 600 milhões de financiamento do Banco Europeu de Investimento (BEI), garantido pelo governo sueco. É a última parte da reorganização da GM, que também está programada ver as suas marcas Opel (Alemanha) e Vauxhall (Reino Unido) irem para a canadense Magna. A Saab solicitou sua reorganização sob a lei sueca em 20 de fevereiro. A Koenigsegg produz 18 carros por ano e emprega 45 pessoas, e tem havido algumas dúvidas se ela tem o conhecimento necessário para gerenciar a Saab, que vendeu 93.000 carros em 2008.

Clique aqui


Confiança empresarial alemã aumenta

Os especialistas de mercado financeiro da Alemanha ficaram mais otimistas sobre as perspectivas de recuperação econômica nos próximos meses, apesar da falta de melhoria na produção industrial ou novas encomendas, de acordo com o índice ZEW de expectativas econômicas de junho realizados nesta terça-feira. O índice subiu para 44,8 em junho, a partir de uma leitura de 31,1 em maio, nível mais elevado em três anos. “Note-se, porém, que é surpreendente que alguma melhora é esperada, dada a atual gravidade da recessão”, disse Jennifer McKeown, economista europeia da Capital Economics.

Clique aqui


Banco do Japão melhora avaliação da economia

The Wall Street Journal

O Banco do Japão (BoJ, na sigla em inglês) melhorou nesta terça-feira a sua avaliação da economia pelo segunda mês consecutivo, incentivado por sinais de que o pior da desaceleração econômica pode ter acabado. O comitê do BoJ também votou, por unanimidade, em manter a taxa de empréstimos overnight sem garantia inalterada em 0,1%, enquanto mede a eficácia das medidas anteriores. O comitê baixou a taxa de juro em dezembro em 20 pontos base. Após a reunião de maio, quando o BoJ aumentou a sua avaliação econômica pela primeira vez desde julho de 2006, o banco central confirmou na terça-feira que a economia continuou avançando para uma recuperação ao longo dos últimos meses. “As condições econômicas do Japão, depois de se deteriorar significativamente, começou a parar de piorar”, afirmou o banco central em uma declaração anunciada juntamente com a decisão da taxa.

Clique aqui


Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora