Parlamento não vai aprovar nova CPMF, segundo Alcolumbre

Presidente do Senado acompanha Rodrigo Maia, e diz que país não aguenta mais novos encargos

Jornal GGN – O presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), acompanhou a visão do presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ) e afirmou que o Congresso decidiu por não criar um novo imposto, como recentemente sinalizado pelo ministro da Economia, Paulo Guedes.

De acordo com o jornal O Globo, Alcolumbre disse a jornalistas que o Brasil não aguenta mais aumentos de carga tributária, e é algo que o Parlamento não vai fazer. O político ressaltou que a simplificação e a desburocratização são os motes da reforma tributária em gestão no Legislativo e que, se tudo der certo, a carga tributária será reduzida no futuro.

Paulo Guedes declarou na última quarta-feira (18/12) que estuda criar um encargo sobre transações financeiras que compensaria os descontos nas contribuições recolhidas pelos empregadores sobre os salários dos colaboradores. O tributo incidiria inclusive sobre transações digitais, como pagamentos pelo celular e internet banking.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora