Setor empresarial da zona do euro tem trimestre histórico

Jornal GGN – O PMI (Índice de Gerentes de Compras) Composto das empresas da zona do euro indicou crescimento de 0,5% no segundo trimestre, o que o seria o mais forte em três anos, avançando para 54,0 em abril – acima das expectativas do mercado.
 
Os números demonstram que o setor empresarial começou de forma sólida o período, além de acelerar num ritmo mais rápido em quase três anos de números bastante negativos para o bloco. A pesquisa divulgada hoje sugere uma recuperação generalizada do grupo.
 
A Alemanha continua a liderar as economias, mas empresas na Espanha e na Irlanda cresceram surpreendentemente num ritmo mais rápido, desde antes da crise financeira.
 
O que garantiu a melhora nos índices foram as novas encomendas, que apresentaram um subíndice de 52,7 em abril. As empresas locais também contrataram num ritmo mais intenso, o que não se via desde setembro de 2011.

 
O índice para o setor de serviços da zona do euro subiu para a máxima de 34 meses de 53,1 em abril frente os 52,2 em março. A alta nos novos negócios para o maior nível desde junho de 2011, além de um leve aumento no emprego, contribuíram para este crescimento.
 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

1 Comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Assis Ribeiro

- 2014-05-06 12:00:52

Dentro do mote "crescer,

Dentro do mote "crescer, crescer, crescer, adotado por quase todos, será que brindaremos o desemprego na UE?

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Seja um apoiador