Procura-se presidente para o BC

O grande desafio de um provável segundo governo Lula será o Banco Central. Terá que encontrar um presidente ao mesmo tempo confiável aos olhos do mercado, competente para ousar enfrentar os limites da queda dos juros e responsável para avaliar os efeitos dos juros altos sobre outros campos da economia.

Vamos a um mero exercício especulativo sobre o perfil desse personagem. Aponto três nomes mas, no decorrer da semana, vamos ver se, com a ajuda de vocês, identificamos novos atores.

1. Fernão Bracher.

O banqueiro central dos sonhos de qualquer presidente. Trânsito internacional, reputação ilibada, conhecimento de mercado e vocação de homem público.

2. Geraldo Carbone, ex-presidente do BankBoston.

Conhecimento comprovado sobre economia e mercado, experiência executiva comprovada à frente do BankBoston e vocação de homem público.

3. Joaquim Levy, ex-Secretário do Tesouro Nacional.

À frente da Secretaria do Tesouro Nacional empreendeu esforço louvável para induzir à redução e à criação de uma curva dos juros. Conhecendo o outro lado da novela dos juros altos – a dificuldade em controlar a dívida – teria muito mais sensibilidade para tratar com o tema.
c

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora