Produção de petróleo no Brasil bate recordes históricos em março

Jornal GGN – Um mês “gordo” para os exploradores de petróleo no país. A produção de petróleo e gás do Brasil somou 2,643 milhões de barris de óleo equivalente ao dia em média em março, o segundo maior volume da história. As informações foram divulgados no fim desta segunda-feira (5) pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP).
 
A produção da Petrobras, que responde por mais de 9%  da extração de petróleo e gás no país, cresceu 4,2% sobre março de 2013, para 2,266 milhões de barris, e mantendo sua estabilidade  em relação aos números de fevereiro. 
 
Com recordes na produção do pré-sal e na produção de gás natural, além de um aumento das atividades de petroleiras estrangeiras no país, a extração em março só ficou atrás da registrada em janeiro de 2012, quando o Brasil produziu 2,678 milhões de barris de óleo equivalente (boe).
 
As petroleiras estrangeiras que atuam no Brasil tiveram um crescimento ainda mais expressivo: a britânica BG Group, segunda maior do país, produziu 70,879 mil barris de óleo equivalente – um aumento de 83% em relação a 2013.

Na sequência, a norueguesa Statoil viu sua produção subir mais de 10 vezes em relação a março de 2013, para 47,497 mil barris. A extração da empresa foi de 2,5% maior na comparação com fevereiro.
 
A Shell mais que dobrou a produção ante o mesmo mês do ano anterior, para 42,726 mil boe, crescendo em 50% a extração ante fevereiro.
 
Em março, a produção de petróleo somou 2,119 milhões de barris diários, alta de 1,4% na comparação com o mês anterior e de 14,4 por cento em relação a março de 2013.

Com informações da Reuters.

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

8 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

MOREIRA

- 2014-05-06 22:47:57

Conforme a mídia tradicional,

Conforme a mídia tradicional, segundo os senhores da oposição e cabeças coroadas do setor energético e econômico, a PETROBRAS está quebrando e sendo destroçada há 12 anos...

Enfim, a PETROBRAS vai de malíssimo a muitíssimo pior, excelente era o tempo neoliberê de FHC, Bornhausen e companhia limitada.

Bons de "jestão" são os demotucanos que venderam a VALE na bacia das almas e entregaram as telecomunicações, setor elétrico a preço de banana.

Este é o Brasil retratado na mídia tradicional que o PAULO BERNARDO et caterva mantêm e apoiam, lastimável.

O governo apanha dia e noite desta mídia e ainda a sustenta com suas gordas verbas: síndrome da mulher de malandro...

É por issas e mais algumas que acredito que o coelhinho da páscoa bote os seus ovinhos na minha geladeira na véspera da páscoa...

Sem uma mídia séria jamais teremos um país sério.

M.Besteirol

- 2014-05-06 18:49:38

Sugiro que vc abasteça só com os 9% deles

Pergunte sempre se o produto derivado que vc está consumindo vem dos 9% deles ou dos 91% nossos.

Afinal, vc é um sujeito muito sagaz...

flavio jose

- 2014-05-06 17:05:40

Esta campanha cinica e

Esta campanha cinica e mentirosa contra a PETROBRAS é uma prova inconteste de que os gringo querem e roubar nosso petroleo. Dilma neles.

FrancoAtirador

- 2014-05-06 13:25:20

PETROBRÁS RESPONDE POR 90% DA EXTRAÇÃO, E NÃO 9 COMO DIZ REUTERS

A produção da Petrobras responde por mais de 90%  [NOVENTA POR CENTO] 

da extração de petróleo e gás no país.

02.Mai.2014

Petrobrás
Fatos e Dados

Registramos novos recordes no pré-sal

Em março, a produção média mensal de petróleo dos campos localizados na província do pré-sal,

nas bacias de Santos e Campos, atingiu a média mensal de 395 mil bopd,

2,4% acima do recorde anterior, registrado em fevereiro (385 mil bopd).

Em 18 de abril, atingimos novo recorde diário, com 444 mil bopd.

Nossa produção total de petróleo e gás natural no Brasil, em março,

foi de 2 milhões 331 mil barris de óleo equivalente por dia (boed),

0,2% acima do volume produzido em fevereiro, que foi de 2 milhões 327 mil boed.

Incluída a produção que operamos para nossos parceiros no Brasil,

o volume chegou a 2 milhões 483 mil boed,

indicando um aumento de 0,3% na comparação com o mês anterior (2 milhões 476 mil boed).

A produção total informada à ANP foi de 9.512.485 m³ de óleo

e 2.357.316 mil m³ de gás em março de 2014.

Esta produção corresponde à produção total das concessões em que atuamos como operadora.

Não estão incluídos os volumes do Xisto, LGN e produção de parceiros onde não somos operadora.

Veja nosso comunicado completo:

http://www.petrobras.com.br/fatos-e-dados/producao-de-petroleo-no-pre-sal-cresce-2-4-e-bate-recorde-em-marco.htm

http://www.petrobras.com.br/data/files/29/D2/61/0D/D4EB54104F528454893851A8/444mil-barris-506.jpg

 

Mauro B.

- 2014-05-06 13:11:24

A produção está crescendo

A produção está crescendo grasças às gringas, a Petrobrás tem perdido participação na produção total.

 

nataliabra

- 2014-05-06 12:57:19

Ué?

Ué? mas a Petrobrás não está falida?

joao

- 2014-05-06 11:33:50

tem algum erro a materia
A producao da petrobras, que responde por mais de 9%... Ou eh sacanagem as. Cias internacionais produzem menos de 9%. Que materia com mumeros e suas porcentagens ferinas.

alfredo machado

- 2014-05-06 11:24:01

Produção que avança e avança

Nassif,

Se existe notícia proibida na grande mídia, esta é uma delas., e caso precisem tocar no assunto, a notícia será literalmente virada pelo avesso.

Ninguém lerá uma, apenas uma notícia positiva a respeito da Petrobras, o que não é nenhuma novidade, já que até as associações de funcionários da petroleira metem o pau na direção da empresa, pouco importando os resultados alcançados.

É o brasilsil

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Seja um apoiador