Produção industrial chinesa tem menor resultado em sete meses

Jornal GGN – A produção da indústria chinesa encerrou o mês de outubro com um crescimento de 5,6%, abaixo do inicialmente esperado pelos agentes e o menor patamar apurado em sete meses, segundo dados da Agência Nacional de Estatísticas.

Os números publicados mostram que o investimento em ativos fixos subiu 10,2% nos primeiros 10 meses do ano, ficando dentro do esperado pelos agentes, mas com seu menor ritmo desde 2000, e abaixo do ganho de 10,3% registrados entre janeiro e setembro.

O esfriamento do setor imobiliário também afetou os investimentos, diante da desaceleração do investimento em 2% entre os meses de janeiro e outubro, ante 2,6% apurados durante os nove primeiros meses deste ano. Já o crescimento das vendas do varejo avançou a uma taxa anual de 11% em outubro, comparado com os 10,9% vistos em setembro.

De acordo com informações da agência de notícias Reuters, o único ponto favorável entre os dados divulgados foi a melhora nas vendas no varejo, que parece estar impedindo que a taxa de crescimento da China caia mais.

Além disso, as autoridades chinesas implementaram uma forte política de afrouxamento desde a crise global de 2008/2009, mas os dados de outubro mostram que os obstáculos decorrentes da demanda global fraca, do esfriamento do setor imobiliário doméstico e do excesso de capacidade industrial.

 

 

(Com Reuters)

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora